Palmeiras e Atlético devem anunciar até a semana que vem a troca, por empréstimo, do lateral-direito Marcos Rocha pelo atacante Róger Guedes. Os clubes já acertaram os salários com os jogadores, mas ainda restam alguns detalhes do contrato, como valor fixado para compra, dentre outros pontos.

Um outro ponto pendente e que não deve inviabilizar o negócio é o fato de que Marcos Rocha só será emprestado pelo Atlético após assinar um novo contrato com o clube mineiro. O vínculo atual se encerra em dezembro de 2018 e a ideia da diretoria atleticana é prorrogar o vínculo até o fim de 2019, para não correr o risco de perder o jogador de graça ao término do acordo com o Palmeiras.

No lado verde, Róger Guedes tem contrato até março de 2021 e já foi avisado pela diretoria de que não será aproveitado pelo técnico Roger Machado na próxima temporada. Ele chegou a negociar com o Fluminense, mas não aceitou defender o clube carioca. Já para o Atlético, ele concordou em ir.

Na negociação inicial, o nome de João Pedro também estava envolvido, mas o jovem lateral saiu do acordo. Ele ficará no elenco paulista como uma das opções para a reserva da posição, que, além de Marcos Rocha, terá ainda Mayke como jogador de ofício e mais Jean e Tchê Tchê como opções.

Palmeiras e Atlético estreitaram relação neste mercado. Anteriormente, a equipe mineira havia se reforçado, também por empréstimo, o atacante Erik e o volante Arouca. Nas próximas semanas os alvinegros ainda querem levar o meia Raphael Veiga.