Palmeiras oficializa proposta e faz Cruzeiro acelerar conversas para manutenção de Diogo Barbosa

A nova diretoria do Cruzeiro tem um trabalho importante para os próximos dias: lutar pela manutenção do lateral-esquerdo Diogo Barbosa no elenco de 2018. O que antes era especulação agora se tornou oficial. O Palmeiras tem sim interesse no atleta e, inclusive, fez proposta para contratar o jogador.

O Alviverde Paulista não é o único clube brasileiro interessado em Diogo Barbosa, já que o Flamengo também buscou informações sobre a situação do jogador, que tem 25% dos direitos econômicos ligados ao Cruzeiro. O restante pertence ao Coimbra Esporte Clube, equipe de divisões inferiores do futebol mineiro, e que está vinculada ao Banco BMG.

O Galatasaray-TUR é outro clube que tentou tirar Diogo Barbosa da Raposa, mas a oferta foi rechaçada pela cúpula do Coimbra e, também, pelo Cruzeiro, que tem contrato com o jogador até o fim de 2018.

No fim de 2016 o Cruzeiro adquiriu 25% dos direitos econômicos de Diogo Barbosa por R$ 2,5 milhões. E caso queira esticar o contrato do lateral até 2021, terá que desembolsar mais ‎€ 1 milhão (R$ 3,8 milhões na cotação atual) para adquirir mais um quarto dos direitos do atleta e se tornar detentor também dos direitos federativos.

Com dívidas “ajuizadas na Fifa” na casa dos R$ 50 milhões, o Cruzeiro precisará fazer composições, tanto para contratar atletas quanto para manter os que já estão no elenco. No caso de Diogo Barbosa, a diretoria vai propor a Hissa Elias Moysés, executivo do Coimbra, que a Raposa repasse parte dos direitos ecônomicos de outros atletas para manter o lateral-esquerdo na Toca II. Alisson e Murilo Cerqueira são os jogadores que terão parte de seus direitos oferecidos ao BMG.

Desabafo

Após a vitória celeste sobre o Fluminense por 3 a 1, Diogo Barbosa desabafou e pediu mais rapidez nas tratativas por sua permanência.

“É uma situação que dá uma certa dor de cabeça no atleta, principalmente para mim que fiz um ano muito bom. Essa enrolação para resolver meu caso, né! Se fosse um atleta que não fez nada o ano todo, tudo bem, mas um atleta que se destacou, que teve regularidade, que foi campeão com o clube, e não resolve logo essa situação, é uma coisa que me chateia muito, mas fazer o quê? Mas estou ai, se querem minha permanência, fico na maior alegria, na maior felicidade e é o que eu quero, mas se a nova diretoria achar que não é isso, eu vou seguir a minha vida”, reclamou Barbosa em entrevista à Rádio Itatiaia.

Mano Menezes usando toda sua experiência tratou de colocar panos quentes na declaração logo depois, durante sua entrevista coletiva. “

Esse período do ano é um período de ansiedade maior para aqueles que têm suas situações ainda não tão definidas, como é o caso do Diogo. Mas nós o queremos aqui, ele quer ficar aqui, a direção do Cruzeiro quer que ele fique, a torcida quer que ele fique. Então está fácil de resolver. Lógico que existem questões financeiras que precisam, objetivamente, serem feitas. Mas o Cruzeiro vai fazer, temos confiança nisso. O Diogo pode ir para casa descansado que as coisas serão resolvidas aí, e todo mundo vai ficar feliz. Menos os outros lá de fora”, disse Mano.