A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informou neste domingo que o vazamento de óleo detectado no píer do Terminal Almirante Barroso (Tebar), da Transpetro, localizado em São Sebastião, não atingiu as praias da vizinha Caraguatatuba. O acidente foi detectado no final da tarde da sexta-feira passada e ainda há trabalhos de limpeza na região do litoral norte do Estado de São Paulo.

Hoje o óleo é encontrado em quatro praias de São Sebastião: Cigarras, Arrastão, Praia de Pontal da Cruz e Praia Deserta. Os esforços de limpeza estão concentrados neste momento na Praia das Cigarras, "onde o óleo atingiu os costões rochosos em ambas as extremidades", segundo a Cetesb.

A Petrobras, empresa controladora da Transpetro, ainda não divulgou um novo boletim sobre o incidente. As causas estão sendo apuradas.

O vazamento teve início em uma operação de abastecimento de um navio no píer, quando uma válvula apresentou defeito. Com isso, um óleo de consistência densa, conhecido como Marine Fuel 380 (usado para abastecer navios), vazou. Ainda não há informações sobre o volume de óleo que alcançou o meio ambiente.

Após identificar o vazamento, a Transpetro mobilizou 300 pessoas e 37 embarcações para tentar remover o combustível que se espalhou pela costa da região. Um helicóptero também está sendo utilizado para sobrevoos de monitoramento da mancha de óleo. Segundo a Cetesb, uma técnica da Agência Ambiental de São Sebastião, da própria Cetesb, está na área desde as 18h de sexta-feira para monitorar os trabalhos de controle.

Devido ao vazamento, a Cetesb alterou o índice de balneabilidade das praias das Cigarras e Arrastão de "própria" para "imprópria" para recreação. A Praia de Pontal da Cruz, segundo o Boletim de Balneabilidade divulgado na sexta-feira, já estava classificada como "imprópria". Já a Praia Deserta não é monitorada pela Cetesb.

Transpetro

A Transpetro deverá divulgar um novo comunicado sobre o acidente ainda neste domingo. Em material distribuído ontem à noite, a companhia destacou que "o foco do vazamento foi rapidamente controlado". Com isso, os trabalhos na região passaram a focar a remoção do produto que já havia escapado dos sistemas da empresa. "No local da ocorrência, no entorno do píer, o processo de limpeza foi concluído nas primeiras horas da manhã", destacou a empresa, referindo-se ao início do sábado. Os trabalhos iniciais de limpeza ocorreram nas praias Deserta, Pontal da Cruz, Portal da Olaria e Ponta do Lavapés.

Os trabalhos avançaram durante a tarde e a madrugada de sábado e continuam neste domingo. Hoje, técnicos da Cetesb também sobrevoaram o local e não registraram a presença de óleo em praias de Caraguatatuba.