A demissão do técnico Marcelo Oliveira, anunciada nesta quinta-feira (24), pela diretoria do Atlético, já começa a gerar expectativa em torno de quem vai assumir o time neste restante de temporada e no próximo ano.

Um dos nomes cogitados é o de Abel Braga, campeão Brasileiro pelo Fluminense, e da Libertadores e do Mundial pelo Internacional. O último clube de Abel foi o Al Jazira, em que foi demitido no final de 2015. 

O treinador, inclusive, já comandou o Atlético em uma oportunidade. Entre janeiro e março de 2001, Abel dirigiu a equipe alvinegra em 24 jogos, com 12 vitórias, 8 empates e 4 derrotas. 

Procurado pela reportagem, o técnico mostrou surpresa com a demissão de Marcelo Olivera, negou contato da diretoria, mas revelou que vê com bons olhos um possível retorno ao Galo. 

"Cara, eu nem estava sabendo que o Marcelo havia saído. Estou chegando em Punta del Este agora. Estou viajando. Cheguei hoje (quinta) e volto domingo. Vi o jogo (Atlético x Grêmio) e não fiquei sabendo da demissão. Para mim seria ótimo (voltar ao Galo), mas não estou sabendo de nada", disse, ao Hoje em Dia.

Leia mais
Derrota para o Grêmio derruba Marcelo Oliveira
Grêmio passeia no Mineirão, derrota o Atlético por 3 a 1 e coloca uma mão na taça da Copa do Brasil

De férias no Uruguai, Abel foi para o país com o objetivo de evitar falar sobre o acordo com o Fluminense caso Celso Barros vença as eleições nas Laranjeiras. Sobre este assunto, o treinador esclareceu que nada o impediria de assinar com outro clube e que apenas Celso Barros afirmou que gostaria de trabalhar com o técnico que venceu o Brasileirão 2012 pelo Tricolor.

"Não é acordo, ele falou que, se fosse eleito, gostaria de contar comigo. Mas não tem nada (assinado), nãoo teve nem eleição ainda. Hoje o Atlético é um grande clube, grande time, condições de trabalho excelente, mas foi uma surpresa para mim. Os caras do São Paulo mandam o Ricardo embora faltando dois jogos. Tá louco, tem que mudar, tem que dar uma parada, é inacreditável"

Marcelo Oliveira foi demitido nesta quinta-feira, após uma reunião com a diretoria na sede do clube. A derrota por 3 a 1 para o Grêmio, na última quarta-feira, em que o time foi amplamente dominado pelo adversário, além do fraco desempenho nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, foram preponderantes para a decisão.

O jogo de volta da final da Copa do Brasil acontece na próxima quarta-feira (30), em Porto Alegre. Para levar o título no tempo normal o Atlético terá que vencer por três gols de diferença. Um triunfo por dois gols de vantagem leva a decisão para a disputa de penaltis. 

Paralelo à Copa do Brasil o Galo tem pela frente a disputa por uma vaga no G-3 no Campeonato Brasileiro. Na quarta colocação, com 62 pontos, a equipe alvinegra enfrenta o São Paulo, no próximo domingo (27), no Independência, pela 37ª rodada da competição. 

* Colaborou Lucas Borges

**Atualizada às 18h15