Com pouco menos de um mês para o final da temporada, o Atlético está na briga por dois títulos. Na Copa do Brasil, com mais chances, encara o Grêmio na decisão - nos próximos dias 23, em Belo Horizonte, e 30, em Porto Alegre. No Campeonato Brasileiro, com menos chances, está em quarto lugar com 60 pontos - 10 atrás do líder Palmeiras, o rival do próximo dia 17, em casa, pela 35.ª rodada.

Para se dar bem nestes últimos seis jogos da temporada, a receita é se doar ao máximo em campo. Isso é o que disse o atacante Robinho, um dos mais experientes do elenco, nesta quinta-feira, após mais um treinamento na Cidade do Galo, em Vespasiano (região metropolitana de Belo Horizonte).

"Minha postura é incentivar, conversar com os companheiros, principalmente os mais jovens, saber que estamos numa reta final. É momento de abrir mão de tudo. Daqui a pouco a gente está de férias. Todo sacrifício é valido para, no final, coroar e ganhar uma coisa importante, que é o titulo. O momento é de abrir mão de muita coisa. Falta um mês para, se Deus quiser, vencer a Copa do Brasil. O sacrifício é válido", afirmou.

Para o zagueiro Gabriel, uma vitória contra o Palmeiras pode ter um efeito duplo para o time. "É um jogo muito importante. A gente vencendo o Palmeiras, que é uma equipe que está lá em cima, vai nos trazer uma confiança a mais para enfrentar o Grêmio na final e a gente também quer brigar na parte de cima da tabela, chegar o mais próximo possível dos primeiros colocados e classificar direto para a Libertadores", disse.