Quase três semanas antes de a bola voltar a rolar pelo Campeonato Brasileiro, não é exagero falar que uma competição completamente diferente começará a partir da 13ª rodada, dia 16.

Não bastassem as saídas de jogadores já previstas, houve um verdadeiro terremoto entre os técnicos e o mercado de reforços se movimentou de forma intensa em todas as zonas da classificação.

Dos 20 times, cinco terão nova direção. Marcos Paquetá, mais conhecido pelo trabalho nas divisões de base da Seleção, voltou da Índia para pegar o Botafogo,que perdeu para os petrodólares da Arábia Saudita Alberto Valentim. Enderson Moreira levava o América a sua melhor campanha nos pontos corridos, mas não resistiu à proposta do Bahia, o que levou o Coelho a uma solução caseira (efetivou o diretor de futebol Ricardo Drubscky).

No caso de Abel Braga, os problemas financeiros do Fluminense e o lado pessoal abalado desde a perda do filho, ano passado, justificaram a saída para um tempo de descanso. Marcelo Oliveira, bicampeão com o Cruzeiro (2013/2014) o substituirá. E se a direção do Atlétic0-PR bancava Fernando Diniz indefinidamente, resolveu dispensá-lo na reapresentação do grupo. Inicialmente, o interino Tiago Nunes comandará o Furacão.

Dentro de campo as mudanças também não são poucas. O líder Flamengo perderá mesmo a joia Vinícius Júnior, recrutado pelo Real Madrid, a exemplo do santista Rodrygo. Na Rússia, o lateral peruano Trauco confirmou que também está de saída. Quem chega é o atacante colombiano Fernando Uribe.
O terceiro colocado São Paulo perdeu Petros para o futebol árabe, mas garantiu a contratação do meia equatoriano Joao Rojas. Já o Palmeiras perdeu Keno (negociado com o egípcio Pyramids FC), mas se reforçou com o zagueiro argentino Nicolás Freire e com o meia Vitinho. O Corinthians perdeu Leo Principe e ainda vive a expectativa pelas saídas de Romero e Balbuena.

No atacado

Se Cruzeiro e América se movem com cautela por enquanto, o Atlético finalmente cumpriu a promessa de encorpar o grupo. Para isso, trouxe o atacante Denílson e o volante Zé Wellison, do Vitória, acertou com o meia colombiano Yimmi Chará e o uruguaio David Terans; o meia-atacante Edinho, do Fortaleza. Está próximo, ainda, do meia Leandrinho, revelado pela Ponte Preta e atualmente no Napoli.