A pressão exercida pela torcida da Patrocinense sobre o goleiro Bruno, do Boa Esporte, não passou de xingamentos e cusparadas. É o que garantem torcedores do time de Patrocínio nas redes sociais. Acusados pelo próprio camisa 1 de terem arremessado um vergalhão de aproximadamente 30 centímetros para acertá-lo, vários deles foram ao Twitter negar que o fato tenha acontecido.

O suposto ataque, acontecido no empate sem gols entre as duas equipes, na última quarta-feira (12), foi relatado por Bruno ao árbitro Emerson Ferreira, que colocou na súmula da partida que nenhum delegado do jogo ou membro da equipe de arbitragem presenciou o fato. O objeto foi entregue pelo arqueiro do time de Varginha ao dono do apito.

Leia mais:
Xingamentos, cusparadas e vergalhão atirado: Bruno vive noite de terror em Patrocínio

Até o momento, ninguém do Boa se manifestou se o clube irá ou não tomar alguma atitude em relação à afirmação feita pelo goleiro.

patrocinense