A Pirelli anunciou nesta quinta-feira (14) a escolha dos pneus que irá disponibilizar para o GP da Rússia da Fórmula 1, que será disputado em 1º de maio, quando Sochi abrigará a quarta etapa do Mundial de 2016. E mais uma vez a fornecedora única de compostos da categoria abriu mão da utilização dos ultramacios, novo tipo produzido pela empresa italiana e que fará sua estreia nesta próxima temporada.

Assim como fez para os GPs da Austrália, Bahrein e China, três primeiras corridas do calendário, a Pirelli disponibilizará para as equipes os pneus supermacios, macios e médios. O descarte dos ultramacios para Rússia é uma surpresa também pelo fato de que, no ano passado, os pilotos tiveram à disposição os compostos macios e supermacios na prova de Sochi e não foram registrados maiores problemas de desgaste.

Pelo novo regulamento que será colocado em prática a partir de 2016, cada piloto deve guardar um jogo do composto mais macio entre os selecionados para o Q3, a parte final do treino de classificação para a corrida. E esse jogo será devolvido para a Pirelli após o Q3 por aqueles que participarem deste estágio do treino, enquanto os demais pilotos poderão mantê-lo para a prova.

Na última segunda-feira, a Pirelli havia anunciado que escolheu três equipes para a realização de testes com compostos para pista molhada, já visando a temporada de 2016. As escuderias selecionadas foram a Ferrari, a Red Bull e a McLaren, que estarão na pista do circuito de Paul Ricard, na França, nos dias 25 e 26 de janeiro.

A próxima temporada da Fórmula 1 vai ser aberta em 20 de março com a realização do GP da Austrália, no circuito de Melbourne.