O ginasta mineiro Bernardo Actos, de 18 anos, será um dos 12 jovens esportistas brasileiros beneficiados pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) na busca pela classificação para os Jogos de Tóquio-2020.

O atleta do Minas Tênis Clube (veja a ficha abaixo) e os demais eleitos receberão um suporte financeiro durante o atual ciclo, por meio do programa “Solidariedade Olímpica”.

O projeto é desenvolvido em todo o planeta, com uma parcela da verba referente aos direitos de transmissão recebidos pela entidade. Para o quadriênio 2016-2020, foi reservado um orçamento de US$ 509 milhões (R$ 1,6 bilhão).

As jovens promessas de entre 18 e 23 anos passam a receber o equivalente a cerca de R$ 1,6 mil mensais até o início da Olimpíada – ou até não terem mais chances de obterem as vagas.

Além da bolsa, cada atleta ainda tem direito a até US$ 4 mil (R$ 12,9 mil) em passagens aéreas visando, obrigatoriamente, à participação em competições classificatórias.

O pagamento é feito diretamente aos esportistas – apesar de o COB (Comitê Olímpico do Brasil) estar suspenso devido a denúncias de corrupção, o programa não foi afetado no país.

Os atletas deverão prestar contas regularmente, com a comprovação das despesas realizadas. O dinheiro pode ser usado para alimentação, cuidados médicos, material esportivo, taxas de inscrição, etc.

Os outros brasileiros escolhidos são: Beatriz Souza (judô), Jéssica Pereira (judô), Beatriz Ferreira (boxe), Bruna Takahashi (tênis de mesa), Thais Fidelis (ginástica artística), Viviane Jungblut (maratona aquática), Edival Marques (taekwondo), Guilherme Costa (natação), Isaac de Souza (saltos ornamentais), Marcelo Costa (tiro com arco) e Paulo Camilo (atletismo).

Nome:
Bernardo Actos de Souza Miranda

Modalidade:
Ginástica Artística

Nascimento:
28/05/1999 (18 anos)

Naturalidade:
Sete Lagoas, na região Central de MG

Local de Treinamento:
Minas Tênis Clube

Principais conquistas:
– Campeão no individual geral do Campeonato Pan-Americano de Seleções Juvenil e Adulto (2016)
– Campeão nas barras e nas paralelas do Campeonato Mundial Escolar (2016)
– Campeão sub-18 no individual geral do Campeonato Brasileiro Juvenil (2016)
– Vice-campeão no individual geral do Campeonato Sul-Americano Infantil e Juvenil (2015)
– Campeão sub-18 na barra e nas paralelas do Campeonato Brasileiro de Ginástica Artística (2015)

Leia mais:
Confira outras matérias publicadas no especial "Tóquio-2020"