Os principais personagens do último clássico entre Atlético e Cruzeiro não poderão se reencontrar nos prováveis próximos confrontos entre os arquirrivais mineiros. Na vitória celeste por 2 a 1, pela primeira fase do Mineiro, o atacante Fred foi expulso após agressão sobre o zagueiro Manoel. Ambos, porém, tiveram azar e se machucaram nesta semana, às vésperas dos duelos de volta pelas semifinais do Estadual.

A situação do defensor celeste é mais grave. Ele sofreu uma fratura no pé esquerdo durante o segundo tempo da derrota por 2 a 1 para o São Paulo, pela Copa do Brasil. O camisa 27 foi submetido a uma cirurgia ainda ontem e já começou os procedimentos de recuperação, mas ficará cerca de dois meses afastado.

Enquanto Manoel estiver vetado, o técnico Mano Menezes pode promover o retorno de Dedé ao time, ainda que Luis Caicedo tenha substituído o zagueiro titular anteontem.

Segundo a previsão de recuperação, Manoel poderá estar vetado até mesmo no primeiro clássico pelo Campeonato Brasileiro, marcado para 2 de julho. 

Nada grave

Neste domingo, contra a URT, O atacante Fred cumprirá a terceira das quatro partidas de suspensão pela agressão. Mas ele também pode desfalcar o Atlético no segundo duelo contra o Libertad, na próxima quarta-feira. O camisa 9 deixou o campo mais cedo no Paraguai depois de acusar uma fisgada na coxa esquerda.

Ele foi avaliado pelo médico Rodrigo Lasmar, que pediu 24 horas de observação. Pelas palavras do médico e do centroavante, porém, são boas as chances de ele estar em condições para quarta rodada da Libertadores, no Independência.

“Eu girei para dar um chute e senti um desconforto. Por experiência, sei que não teve aquela fisgada que rompe tudo”, disse o atacante, ainda no Paraguai, ao canal Fox Sports.

O jogador deixou o Fluminense com um vasto histórico de lesões em 2016. Entretanto, no Atlético, ainda não desfalcou a equipe por conta de problemas físicos. Pelo contrário, disputou no ano passado o maior número de jogos em uma edição de Campeonato Brasileiro, com 34 aparições.