A ausência de um Lucas de cada lado, por suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido na última rodada da fase de grupos, ainda em maio, altera a maneira de jogar de Flamengo e Cruzeiro no confronto de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, nesta quarta-feira (8), às 21h45, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Na última quarta-feira (1), quando iniciou o duelo pelas quartas de final da Copa do Brasil com o Santos, Mano Menezes escalou o volante Lucas Romero na lateral direita, com Edílson, que era dono da posição no banco, por causa do maior poder de marcação do argentino, já que o Peixe tem do lado esquerdo do seu ataque o veloz Bruno Henrique.

No Maracanã, Mano não terá Lucas Romero, suspenso, e desde a semana passada vem preparando Edílson para o jogo desta quarta-feira, pois ele terá pela frente um jogador veloz ou habilidoso, independentemente de o técnico flamenguista, Maurício Barbiéri optar pelo colombiano Marlos Moreno ou por Vitinho como homem de ataque pela esquerda.

Para ajudar Edílson, não será inclusive surpresa Mano Menezes escalar Rafinha como titular pelo lado direito. Isso acarretaria na saída de um meia do seu trio formado por Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta.

Pelo desempenho ruim na temporada, o mais cotado para deixar o time com essa possibilidade seria Thiago Neves, com Robinho, que joga pela direita, sendo centralizado, o que aumentaria também o poder de marcação do time no setor.

ATAQUE

Uma dúvida que Mano Menezes carrega é entre Barcos e Raniel no comando do ataque. Pela característica do jogo, em que o Cruzeiro precisará de velocidade para encarar um Flamengo que deve ser lançar ao ataque, Raniel aparece como o centroavante mais provável.

No último domingo (5), no empate por 1 a 1 com o Vitória, em Salvador, pelo Brasileirão, quando poupou todos os titulares, Mano Menezes deixou Rafinha e Raniel no banco de reservas, aumentando as especulações sobre a possível utilização deles diante do Flamengo nesta quarta-feira.

VOLANTE

No Flamengo, Maurício Barbieri declarou na sua coletiva da última terça-feira (7) que Lucas Paquetá é um jogador único. E realmente o camisa 11 rubro-negro aparece como peça fundamental para o funcionamento do time, que joga com apenas um volante, o colombiano Cuéllar, com Paquetá fazendo as vezes de segundo jogador da função, mas atuando muito mais como um meia.

O provável substituto de Lucas Paquetá será outra revelação da base flamenguista, o garoto Jean Lucas, de apenas 20 anos. Correm por fora o paraguaio Piris, que acaba de chegar ao clube contratado ao San Lorenzo, da Argentina, e Rômulo.

A FICHA DO JOGO

MOTIVO: Jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores
DATA: 8 de agosto de 2018
LOCAL: Maracanã
ARBITRAGEM: Nestor Pitana, auxiliado por Hernan Maidana e Gustavo Rossi, todos da Argentina
TRANSMISSÃO: Globo e SporTV
FLAMENGO
Diego Alves; Rodinei, Leo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar, Jean Lucas, Everton Ribeiro, Diego e Vitinho (Marlos Moreno); Uribe. Técnico: Maurício Barbieri
CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Thiago Neves (Rafinha) e Arrascaeta; Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes