A Federação Russa de Atletismo anunciou nesta quinta-feira a suspensão de cinco atletas do país pelo período de dois anos por casos de doping nos Jogos Olímpicos de 2012 e no Mundial de 2013.

Os cinco incluem Antonina Krivoshapka, que ganhou a medalha de prata com a equipe de revezamento 4x00 metros nos Jogos de Londres, e Yevgenia Kolodko, bronze olímpica no arremesso de peso em 2012. Ambas já haviam sido despojadas das suas medalhas pelo Comitê Olímpico Internacional.

A punição a Krivoshapka significa que provavelmente a equipe da Rússia vai perder o ouro do 4x400 metros e ela ficará sem o bronze dos 400 metros no Mundial de 2013. A Associação Internacional das Federações de Atletismo, porém, ainda não confirmou a retirada das medalhas.

Leia mais
Três russas do atletismo perdem resultados em Londres-2012 por doping
Ex-maratonista Vanderlei de Lima compara doping no esporte à corrupção no Brasil

Caso isso se confirme, o ouro ficará com a equipe dos Estados Unidos, a prata vai para a Grã-Bretanha e a França herdará o bronze. Já a medalha de Krivoshapka nos 400 metros iria para a jamaicana Stephanie McPherson. Além disso, Kolodko poderá perder o bronze conquistado no Europeu Indoor de 2013.

As suspensões de dois anos também foram impostas Dmitry Starodubtsev, quarto colocado na disputa do salto com vara em Londres, e Vera Ganeyeva, que ficou em 23º lugar no lançamento de disco nos Jogos de 2012. Já a punição a Anna Bulgakova se deu pela reanálise da amostra antidoping do Mundial de 2013, em que ela ficou na quinta posição no lançamento de disco.

A Federação Russa de Atletismo disse em um comunicado que os cinco competidores "admitiram voluntariamente a violação das regras antidoping" após vir à luz o resultado positivo das novas análises. Todos eles testaram positivo para o esteroide proibido turinabol.