Uma das principais contratações do América para a temporada 2018, o atacante Rafael Moura confessou que já estava ansioso para balançar a rede com o novo uniforme. O primeiro gol, enfim, veio na quinta partida dele pelo clube, fechando a vitória por 3 a 0 sobre o Uberlândia, nesta quinta-feira (8), pelo Campeonato Mineiro.

Para surpresa de muitos, porém, o camisa 9 não fez a tradicional comemoração em alusão ao apelido “He-Man”, na qual simula erguer uma espada, imitando o personagem de desenho animado. Em entrevista à Rádio Itatiaia após a partida, ele brincou sobre o assunto.

“Tanto tempo sem fazer gol que eu até desaprendi (a comemoração)”, disse Moura, em tom de brincadeira. Ele não marcava desde 13 de agosto do ano passado, pelo Atlético, na vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo, no Independência.

“Na hora certa, o He-Man vai sair. Fui abraçar os meus companheiros, abraçar o Serginho, que deu um bom passe. Eu tinha que abraçar o grupo todo, porque me receberam muito bem, têm me ajudado muito e também estavam ansiosos por esse primeiro gol. E da maneira como foi, um belíssimo gol... Foi o primeiro, e tomara que venham bem mais”, acrescentou o centroavante.

Leia mais:
Com gol-relâmpago, América vence Uberlândia por 3 a 0 e encosta novamente no líder Cruzeiro