O atacante Rafael Moura está vivendo momentos especiais na pré-temporada do Atlético. Formado nas divisões de base do clube, o centroavante teve poucas oportunidades quando se profissionalizou, saiu em 2004, passou por dez times, mas agora está de volta para enfim realizar um sonho de infância.

"Prometi para mim mesmo que um dia voltaria e, hoje, estou realizando o sonho de retornar à casa, rever antigos companheiros, funcionários, todo mundo, e com a expectativa de fazer um grande ano. O Atlético tem um grande elenco, uma grande comissão técnica e, realmente, temos que pensar em coisas grandes. Vamos correr e trabalhar muito para conquistar isso", disse o atacante.

Rafael Moura sabe que a chance de defender o clube do coração não tornará mais fácil a sua vida no Atlético. Por isso, promete trabalho duro para vencer a disputa com jogadores como os atacantes Fred e Lucas Pratto para assegurar a titularidade.

"É muito bom estar no clube do meu coração, clube da minha família, mas só isso não me credencia a jogar aqui. Tive que batalhar, lutar e me dedicar para voltar. Volto um jogador mais maduro, menos ansioso para tentar jogadas, posicionamento melhor, cabeça boa e personalidade grande . Chego na melhor época possível, maduro e pronto para vestir essa camisa, que tem um peso muito grande", acrescentou.

Contratado no início de 2016, Rafael Moura nem se apresentou ao Atlético, pois foi cedido ao Figueirense, como parte da negociação para aquisição do atacante Clayton, tendo marcado 14 gols em 40 partidas pelo time catarinense. Por isso, nesse retorno, agradeceu a confiança dos dirigentes atleticanos.

"Fiz muita questão de voltar, tenho que agradecer o presidente, o Maluf, a comissão. Espero corresponder a essa expectativa da melhor forma possível para poder retribuir o carinho do torcedor", concluiu Rafael Moura.