Um dos fatores que colocaram o capitão Leonardo Silva no hall de maiores ídolos da história do Atlético é a capacidade de fazer gols. Nenhum outro zagueiro balançou as redes tantas vezes como ele pelo clube mineiro. Mas o camisa 3 vive jejum de gols e irá atrás de findá-lo justamente contra a primeira vítima.

No próximo domingo, 17 de setembro, o Atlético encara o Avaí no Campeonato Brasileiro. Em 2011, no começo do Brasileirão daquele ano, Léo se preparava para a 2ª rodada quando enfrentou os catarinenses também fora de casa. Na vitória por 3 a 1, marcou dois gols (o outro tento foi de seu companheiro de zaga, Réver). Aquele foi o começo de uma série de bolas nas redes que colocaria o atleta na história do clube, com 28 gols anotados.

A última vez que Leonardo Silva marcou um gol pelo Atlético foi em um 16 de outubro de 2016, na derrota de 3 a 2 para o Botafogo. No compromisso seguinte, pelas quartas de final da Copa do Brasil, ele sofreu uma grave lesão muscular na coxa diante do Juventude. Perderia o restante da temporada passada. Agora, passados quase 11 meses do último gol, Léo espera retomar o caminho das redes e fazer o primeiro de 2017 justo contra o Avaí.

"Meu primeiro gol foi lá na Ressacada. E foram dois. Boas lembranças. Foi 2 a 1 o jogo? 3 a 1, é verdade, com dois gols meus. Espero voltar no Estádio e não sofrer gols. Se puder ajudar, marcar também este ano porque não marquei ainda", afirmou o zagueiro-capitão.