A temporada 2017 já começou para o América. Após o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, a diretoria do Coelho segue trabalhando na reformulação do time para o próximo ano. 

Depois de confirmar a saída de boa parte do elenco que disputou o Brasileiro, o clube confirmou até o momento a contratação de três reforços: o lateral-direito Alex Silva, que veio do Atlético, o meia Gérson Magrão, ex CRB, e o atacante Hugo, que defendia o Juventude. 

Além o trio, o América está muito perto de anunciar dois jogadores vindos dos principais rivais. O meia Renan Oliveira, do Atlético, e o lateral-esquerdo Pará, do Cruzeiro, estão muito perto de um acerto com o clube, e devem ser os próximos a vestir a camisa alviverde. 

Ao site oficial do Coelho, o diretor de futebol Ricardo Drubscky, confirmou que as tratativas com os jogadores estão avançadas, mas pediu cautela até os vínculos serem sacramentados. 

pará - jogador do cruzeiro

Pará deve vestir a camisa do América em 2017

“Eu diria que são jogadores que estão em processo muito adiantado de negociação. Mas, mineiros como somos e trabalhando no futebol onde a exposição é muito grande e a cobrança é muito alta, somos obrigados a dizer que após a definição, assinatura de compromisso, com a certeza de que as negociações chegaram ao ponto ideal, então vamos anunciar. Mas são jogadores que estão em nossa pauta, sendo negociados e esperamos concretizá-las (as negociações) nas próximas horas”, destacou o dirigente. 

Drubscky confirmou na última semana que o clube também negocia com o volante Gustavo Blanco, de 22 anos, que defende o Bahia. A ideia inicial do América é acertar o empréstimo do jogador até o fim de 2017. 

Confira outros assuntos abordados por Ricardo Drubscky:

POSIÇÕES

“Com a saída de vários jogadores que não deram o retorno desejado ou não chegaram ao acordo para permanência, temos a necessidade de trazer reforços para todos os setores: defesa, meio-campo e ataque. Estamos fazendo uma reformulação bastante interessante no nosso elenco”.

CRITÉRIOS

“Nós estamos no mercado como todas as equipes grandes do Brasil estão. Mas estamos tendo o cuidado de trabalhar, buscar e fechar com jogadores que realmente nos interessem. Está sendo um trabalho bem mais criterioso, por isso um pouco mais demorado, porque não estamos trazendo jogadores que nos indicam, ou que por esse ou aquele motivo passam servir. Pelo contrário, nós estamos com uma ideia bem elaborada com nosso treinador, com a maneira que ele quer que o time jogue, de como quer montar a equipe. Então estamos buscando jogadores no mercado que possam nos atender”.

CONDIÇÕES FINANCEIRAS

“Estou acreditando muito que vamos trazer bons jogadores. Sem dúvida que a limitação financeira é um fator que realmente impede um trabalho um pouco mais arrojado. Mas não quero vender ao torcedor americano a ideia de que estaremos em prejuízo. O América está trazendo jogadores interessantes, compatíveis com a ideia de jogo que o treinador e o América vão propor para o ano. Acredito que o América vai montar uma equipe boa, competitiva, apesar das dificuldades”.

HÉLDER

“É importante dizer que Goiás e América são dois clubes tradicionalmente parceiros. O Goiás, inclusive, fez um jogo homenageando o América por um episódio no passado (o América emprestou aos goianos seu primeiro uniforme para sua estreia como profissional) e temos muito interesse em fazer as coisas sempre muito transparentes. O Hélder é um jogador que o Goiás manifesta interesse e o América não vê problemas em fazer a seção. E se tudo correr bem, como vai correr, vamos concretizar essa seção. Aí vai ficar feliz o Goiás, o jogador e o América”.

MARGEM PARA CORREÇÕES

“Vamos ter uma base muito boa para iniciar a temporada. Acredito que no dia 5 estaremos com o elenco bastante encorpado para dar início aos trabalhos, mas não vamos queimar nossa lenha toda – no bom sentindo. Nós vamos aguardar algumas definições de mercado, algumas possibilidades, porque o ano será longo, com quatro competições, por volta de 55 jogos e dependendo de nossa classificação podemos passar de 60. Então, esperamos ter condições de contratar um complemento importante para a equipe ainda no primeiro semestre”.

* Colaborou Lucas Borges