Um gesto polêmico diante de 80.000 pessoas e milhões de telespectadores: o cantor britânico Robbie Williams mostrou o dedo do meio para uma câmera durante seu show na cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2018, no estádio Luzhniki, em Moscou.

Ele era o astro desta curta cerimônia de abertura. O ex-membro do Take That animou o estádio de Moscou na presença do presidente Vladimir Putin e da elite do futebol mundial, pouco antes da partida Rússia-Arábia Saudita.

Camisa preta desabotoada, terno e calças vermelhas, penteado impecável e dançarinas frenéticas: todos os ingredientes para criar o ambiente... quando o cantor de 44 anos surpreendeu a todos mostrando o dedo do meio para uma câmera, em close-up e com uma careta, logo depois de dizer "I did this for free" (fiz isso de graça), mudando as letras de seu hit "Rock DJ".

A imagem, imortalizada por muitos internautas, inundou as redes sociais, gerando risos e, por vezes, indignação, em um contexto político tenso entre o Reino Unido e a Rússia, especialmente desde o caso do envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal. 

Robbie Williams, que se disse encantado com a realização de um "sonho de criança" depois de anunciar que iria se apresentar em Moscou, foi criticado no Reino Unido depois dessa decisão.

Um deputado trabalhista, Stephen Doughty, ficou "surpreso e desapontado" que o artista "concordou em ser pago pela Rússia e pela FIFA".

A primeira-ministra britânica Theresa May anunciou em março que nenhum ministro ou membro da família real britânica iria para a Copa do Mundo depois do envenenamento de Skripal e sua filha, cuja responsabilidade Londres atribui a Moscou.

Williams mostrou o dedo do meio para uma câmera 

Leia mais:
Rússia goleia Arábia Saudita por 5 a 0 na abertura da Copa do Mundo
Torcedores se reúnem na Savassi para acompanhar o início da Copa
Tite repete escalação e Fred completa uma semana sem treinar com companheiros