A falta de tempo para treinar e preparar o seu grupo de jogadores para a disputa do Campeonato Brasileiro é assunto que deixa o técnico atleticano Roger Machado bastante indignado. Após comemorar a vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo em pleno Morumbi, o comandante alvinegro disparou contra o calendário nacional e criticou os responsáveis pela formulação da agenda de partidas.

“Não sei pra onde estão conduzindo o futebol brasileiro. Quer dizer, eu sei. O calendário prejudica as equipes que se credenciam por bons anos anteriores. Temos que dar um jeito. Vamos transformar os jogadores em máquinas e fazer o melhor possível. Hoje foi desgastante e quarta-feira tem mais. Tenho dito: quem organiza e faz o calendário deveria ter lições de fisiologia, para ter ideia como se faz recuperação de um jogador. É natural machucar, mas com a incidência que a gente tem, estamos prejudicando o espetáculo e a vida útil de nossos atletas. Como educador físico, tenho um pouco de conhecimento de preparação, e não é por acaso que equipe que estão disputando toda as competições não iniciaram bem o campeonato. Grêmio é um ponto fora da curva, mas ficou fora do regional e teve tempo para se preparar”, analisou. 

O resultado de 2 a 1 na casa do adversário foi bastante comemorado, mas Roger Machado não deixou de destacar alguns lances polêmicos da arbitragem, como um pênalto que, na opinião do treinador alvinegro, deixou de ser marcado a favor do Galo. 

“Premiou atuação coletiva (a vitória contra o São Paulo). Foi uma vitória importante, que nos dá condição de entrar no campeonato de forma mais natural. Vi resultado e produção: no primeiro tempo neutralizamos bem o São Paulo, fizemos um gol e poderíamos fazer outro. No segundo, erramos em alguns momentos, que nos impediu de matar o jogo antes. Penalidade a nosso favor, não consegui entender porque o árbitro não marcou. Ainda bem que a não dada não influenciou no resultado. Arbitragem foi boa até aquele momento e quase jogou tudo por água abaixo”, disse Machado.