SÓCHI (Rússia) - Pela primeira vez capitão da Seleção Espanhola numa Copa do Mundo, Sérgio Ramos foi escolhido de forma cirúrgica para ser o jogador a falar em coketiva de imprensa nesta quinta-feira, véspera do confronto contra Portugal. Abordou a queda de Lopetegui, o desarme da lesão de Salah e seu espírito vencedor.

Com 13 anos de Real Madrid, posou para fotos ao lado de Fernando Hierro, o novo comandante da Fúria, igualmente zagueiro nos tempos de jogador, com 14 anos de Madrid. Imagem de união, discurso de união.

"A verdade é que temos que passar por isso o mais rapido. Foi um momento nada agradável (a demissão de Lopetegui). A Espanha deve estar acima de qualquer nome. O quanto antes esquecermos esse assunto, melhor".

Capitão da Espanha, também líder do Real Madrid tricampeão europeu, Sérgio Ramos terminou a temporada no olho do furacão. O lance com Salah na final da Champions ainda repercute. E o brasileiro Roberto Firmino também rebateu uma frase provocativa do zagueiro, que teve a tréplica: "não perco tempo com essas bobagens".

 "Não gosto de falar muito de mim. Mas tenho caráter ganhador. Venho ao Mundial com o comprometimento para ter uma equipe competitiva. Vamos respeitar os rivais, e qualquer detalhe pode nos deixar fora. Vamos partida a partida".