O América se aproximou do G-4 da Série B ao vencer o Ceará por 1 a 0, nesta terça-feira (6), no estádio Independência. O gol foi marcado pelo recém-chegado atacante Luan, aos 35 minutos da etapa inicial.

Esta é a segunda vitória do Coelho na competição, a primeira diante da torcida mineira. O resultado deixa o time alviverde na sétima colocação, com oito pontos, a um de distância em relação ao Santa Cruz, que abre a zona de acesso.

O América volta a campo na próxima sexta-feira (9), contra o Vila Nova-GO. A partida, válida pela sexta rodada, será disputada às 20h30, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Placar magro

O duelo colocava o América diante de um adversário comandando pelo técnico Givanildo Oliveira, ex-treinador e ídolo do clube alviverde. Do outro lado, o Ceará precisava se preocupar com o atacante Bill, também muito identificado com o clube nordestino.

A vitória americana foi suada. O time da casa criou as oportunidades mais claras no primeiro tempo, mas voltou a pecar na hora de matar o jogo. A situação ficou difícil após a expulsão do volante Zé Ricardo, aos 11 minutos da etapa complementar. Ele havia sido amarelado no fim do primeiro tempo e recebeu o segundo cartão ao interferir em uma jogada com a mão.

A equipe visitante tentou aproveitar a superioridade numérica, mas esbarrou em duas boas defesas do goleiro João Ricardo. E ainda perdeu o meia Pedro Ken, aos 35 minutos do segundo tempo, quando ele recebeu o cartão vermelho direto depois de aplicar uma "tesoura" em Christian.

Assista ao gol marcado por Luan

FICHA DO JOGO
AMÉRICA 1 X 0 CEARÁ
AMÉRICA - João Ricardo; Norberto, Messias, Rafael Lima e Ernandes; Willian, Zé Ricardo, Gerson Magrão e Ruy; Luan (Hugo Cabral) e Bill (Rafael Jataí). Técnico: Enderson Moreira
CEARÁ - Éverson; Tiago Cametá, Luiz Otávio, Rafael Pereira e Romário; Raul, Richardson (Alex Amado), Pedro Ken e Felipe Menezes (Elton) (Wallace Pernambucano); Roberto e Magno Alves. Técnico: Givanildo Oliveira
GOL - Luan, aos 35 minutos do primeiro tempo
CARTÕES AMARELOS - Zé Ricardo; Raul, Richardson e Alex Amado
CARTÕES VERMELHOS - Zé Ricardo; Pedro Ken
LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte
PÚBLICO - 1.026 torcedores
RENDA - R$ 9.548,00
ARBITRAGEM - Leonardo Garcia Cavaleiro, auxiliado por Dibert Pedrosa Moisés e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)