Menos de duas semanas depois da conquista do hexacampeonato da Superliga, o Sada Cruzeiro acelera na montagem da equipe que disputará os títulos da temporada 2018/2019 – Mineiro, Superliga, Copa Brasil, Sul-Americano e o Mundial Interclubes da Polônia. Com as saídas confirmadas do ponteiro cubano Leal (que vai para o Civitavecchia, da Itália) e do levantador Nico Uriarte, que se transfere para o Taubaté e a chegada anunciada do ponteiro norte-americano Taylor Sander, a prioridade se voltou para a renovação dos contratos dos principais atletas do grupo comandado por Marcelo Méndez, assim como o do próprio treinador argentino.

O oposto Evandro; os ponteiros Filipe e Rodriguinho (que, aliás, serve à Seleção Brasileira do técnico Renan dal Zotto); os centrais Simón, Isac e Éder Levi e o líbero Serginho prorrogaram sua permanência no time celeste, que contará ainda com um velho conhecido do treinador: o experiente lateral Sandro, que trabalhou com Marcelo Méndez no Montes Claros, na temporada 2009 e, em seguida, se transferiu para o Sada Betim, que se transformaria no Cruzeiro. Outro que chega é o oposto Luan Weber, que estava no vôlei turco.

E para o posto de Uriarte, apesar das especulações envolvendo jogadores estrangeiros ou nomes de maior experiência, a solução virá literalmente de casa. Méndez dará chance ao gaúcho Fernando Kreling, o Cachopa, de 22 anos. Campeão mundial Sub-23 em 2013, ele chegou ao clube do Barro Preto ainda com idade de juvenil e ganhou experiência ao trabalhar com William Arjona, o "Mago" e Uriarte, titular da seleção argentina. Agora, terá nas mãos a missão de distribuir as jogadas para os atacantes celestes.