Já garantido na Copa Libertadores do ano que vem e com irrisórias chances matemáticas de ainda sonhar com o título (menos de 1%), o Cruzeiro tem a “saudade de vencer” como principal motivação para enfrentar o Atlético-PR, neste domingo (5), às 17h, no Mineirão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Esta foi a definição utilizada pelo capitão Henrique antes do último treino de preparação para a duelo, neste sábado pela manhã, na Toca da Raposa II. “A gente tem saudade de vencer, de dar alegria ao torcedor. A gente sente falta. Vamos buscar mais uma vitória neste domingo, fazendo um bom trabalho”, afirmou o volante.

O time celeste vem de três rodadas consecutivas sem vitórias pela Série A, diante de Coritiba (fora), Atlético (em casa) e Palmeiras (fora). Na condição de mandante, o último triunfo aconteceu há quase um mês, em 7 de outubro, sobre a Ponte Preta, por 2 a 1.

“Nossa motivação vem do profissionalismo, da responsabilidade que é vestir a camisa do Cruzeiro. Quando entramos em campo é para vencer. E esperamos terminar com o maior número de pontos possível e nas primeiras colocações. Vamos lutar jogo após jogo para isso”, acrescentou o capitão.

O Cruzeiro é o quinto colocado, com 48 pontos. Em caso de resultado positivo no Mineirão, poderá apenas encostar no Grêmio, que tem 51, mas com duas vitórias a mais.

Desfalques

No treino deste sábado, o zagueiro Manoel foi poupado de parte da atividade em campo e realizou um trabalho complementar na academia, mas não deve ser problema para o duelo com o Furacão.

O técnico Mano Menezes não confirmou o time, mas deve escalar Fábio; Ezequiel, Manoel, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva, Robinho e Rafinha; Thiago Neves e Arrascaeta.

O treinador tem diversos desfalques. O atacante Rafael Sóbis, os zagueiros Léo e Digão e o volante Ariel Cabral estão sob cuidados do departamento médico celeste. E o volante Lucas Romero cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido na partida contra o Palmeiras, na última segunda-feira.