A seleção brasileira feminina de vôlei voltou a oscilar e a sofrer uma derrota no tie-break na Copa dos Campeões, que está sendo realizada no Japão. Nesta sexta-feira, a equipe perdeu em Nagoya para a seleção japonesa por 3 sets a 2, com parciais de 25/18, 25/27, 25/15, 16/25 e 15/6, em 2 horas e 12 minutos.

O revés foi o segundo do Brasil na Copa dos Campeões, sendo que anteriormente a equipe havia perdido por 3 sets a 2 para a China - na estreia, venceu a Rússia por 3 a 1. Neste sábado, a equipe buscará a reabilitação diante da Coreia do Sul, às 3h40 (horário de Brasília), encerrando a participação no torneio no dia seguinte, quando terá pela frente a seleção norte-americana.

Também nesta sexta-feira, nos outros dois jogos pela terceira rodada da Copa dos Campeões, a China massacrou a Coreia do Sul por 3 a 0 (25/14, 25/4 e 25/12), enquanto os Estados Unidos venceram a Rússia por 3 a 2 (23/25, 25/21, 19/25, 25/21 e 15/9).

Esses resultados deixaram o Brasil em quarto lugar, com cinco pontos, atrás de Japão e Estados Unidos, que tem a mesma pontuação, mas com duas vitórias. Muito perto do título, a China soma nove pontos, na liderança. Rússia, com seis pontos, e Coreia do Sul, que ainda não pontuou, completam a classificação.

Na partida desta sexta-feira, Yuki Ishii marcou 19 pontos para o Japão, um a mais do que Erika Araki. Risa Shinnabe fez 15, mesmo número de acertos de Natália, a maior pontuadora do Brasil. Já Bia terminou o duelo com 13 pontos.

No primeiro set, após um início equilibrado, as japonesas deslancharam aproveitando os erros de passe da seleção brasileira. A equipe abriu 12 a 9 e foi ampliando a vantagem até fechar a parcial em 25/18.

O segundo set foi, quase todo, disputado ponto a ponto, embora os problemas no passe permanecessem, o que levava a equipe a ter dificuldades a superar o bloqueio japonês. A desatenção quase custou caro ao Brasil, que chegou a estar perdendo por 22/18, mas conseguiu reagir para empatar o jogo ao fechar a parcial em 25/17.

A seleção brasileira não se encontrou no terceiro set. Logo no começo, as japonesas abriram 6/1. As trocas realizadas pelo técnico José Roberto Guimarães não surtiram efeito e a equipe foi batida por 25/15.

No quarto set, veio a reação. O domínio foi todo do Brasil, que abriu 5/1 e venceu com facilidade por 25/16, levando a definição da partida para o tie-break. Só que a seleção voltou a errar demais no set de desempate. A equipe viu as japonesas abrirem 10/4 e, sem oferecer resistência, perdeu por 15/6, sofrendo a segunda derrota nesta edição da Copa dos Campeões.