A diretoria do Cruzeiro definiu parte do planejamento do clube durante a parada da Copa do Mundo e resolveu que não levará os jogadores para um período de treinamento fora do país. Antes havia a possibilidade, como publicado pelo Hoje em Dia em março, de a Raposa realizar intertemporada em Orlando, nos Estados Unidos. Chance que já foi descartada.

O que está mantido é a folga de dez dias para os atletas a partir de 14 de junho, um dia depois do jogo entre Paraná e Cruzeiro pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Durival de Britto, em Curitiba. O começo do recesso para os jogadores começa exatamente na data de abertura da Copa do Mundo, quando a Rússia enfrenta a Arábia Saudita, em Moscou. A reapresentação dos atletas na Toca da Raposa II está marcada para o dia 25 de junho.

Por dois anos consecutivos o Cruzeiro fez excursões aos Estados Unidos. Em 2013 e também na parada da Copa do Mundo de 2014, justamente nas temporadas que venceu o Campeonato Brasileiro. O time celeste passou pela “Terra do Tio Sam” para amistosos.

Dentre os adversários da Raposa neste período estiveram s norte-americanos Strikes e Miame Dade, além dos mexicanos Monarcas Morelia, América, Tigres e Chivas.

Na parada da Copa do Mundo de 2010 o Cruzeiro também excursionou pelos Estados Unidos. Naquele ano o time mineiro enfrentou o New England Revolutions, em Boston, o New York Red Bull, em Nova Jérsei.