O sistema defensivo do Corinthians é uma das referências do time do técnico Fábio Carille na temporada, mas passará por um teste importante na segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Diante do Vitória, neste domingo, em Salvador, perderá um de seus pilares: o zagueiro Pablo. Com dores na coxa direita, o defensor deve ser substituído pelo jovem Pedro Henrique.

Enquanto Vilson se recupera de uma cirurgia no joelho esquerdo, o Corinthians tem apenas três zagueiros à disposição: Balbuena, Pedro Henrique e Léo Santos. Formado nas categorias de base, o zagueiro de 21 anos disputou oito partidas pelo time alvinegro nesta temporada - em todas a equipe levou gols. Em março, emplacou uma sequência de jogos devido ao afastamento do paraguaio, que se recuperava de uma lesão muscular na coxa direita. Agora, será a vez de ser seu companheiro de zaga.

O primeiro jogo oficial de Pedro Henrique foi contra o Coritiba, em junho de 2016, pelo Brasileirão. Atualmente, soma 27 confrontos e um gol marcado. Pouco depois da estreia, vivenciou um dos momentos mais difíceis da carreira ao falhar em um recuo para o goleiro Cássio na derrota do Corinthians para o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte. O zagueiro temeu nunca mais vestir a camisa alvinegra, mas se tranquilizou depois de receber apoio de todos os lados. Seu vínculo com o clube vai até dezembro de 2019.

"Fábio Carille falou que eu tinha feito um grande jogo e que não era aquela falha que iria apagar o que fiz durante o jogo. Eu fiquei mais tranquilo, depois a torcida foi me apoiando e pude ter uma sequência boa de jogos e mostrar que eu tinha potencial para vestir a camisa do Corinthians", disse à Corinthians TV.

O jogo na Arena Fonte Nova, em Salvador, também será uma boa oportunidade de Fábio Carille observar o time sem a presença de Pablo. Emprestado até dezembro pelo Bordeaux, da França, o zagueiro ainda negocia a sua permanência no Corinthians e já desperta interesse de outros clubes. Uma cláusula no contrato do jogador exige que o time alvinegro exerça o direito de compra no valor de 3 milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões) até o mês de julho.

"Por tudo o que ele vem fazendo, mostrou que tem condições de fazer história no clube. A gente espera que isso se resolva o quanto antes para que o Corinthians não corra o risco de ficar sem o jogador", afirmou o lateral-direito Fagner.

Na última quarta-feira, Pablo trabalhou em dois períodos - sessão de fisioterapia pela manhã e trabalho na academia à tarde - com o objetivo de voltar à equipe contra o Atlético Goianiense, em Goiânia, no próximo dia 28. O zagueiro sentiu uma fisgada na coxa direita na estreia do Corinthians no Brasileirão diante da Chapecoense, mas os exames descartaram uma lesão muscular na coxa direita. A previsão do departamento médico é que ele esteja em campo já na próxima semana.