O técnico do América, Adilson Batista, lamentou a primeira derrota em quatro jogos no comando da equipe, sábado (11/8), contra o Bahia, por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, e atribuiu o resultado à desatenção do seu sistema defensivo. Segundo Adilson, não foi por falta de aviso aos seus atletas que o zagueiro Tiago, do tricolor baiano, conseguiu cabecear livre após um escanteio, no início do segundo tempo. João Ricardo defendeu no susto e Gilberto pegou o rebote, arrematando para as redes.

"Foi trabalhado, foi alertado, mas a gente não pode tirar o mérito do Tiago. Foi um rebote e, nessa corrida, teve a penetração, faltou o bloqueio", disse o treinador. "Isso nós alertamos, tínhamos um time alto com os três (além de Matheus Ferraz e Messias, o Coelho teve o recém-contratado Paulão), mais o Giovanni e o Carlinhos, que tem um bom tempo de bola, mas isso faz parte", completou.

Batista admitiu que a equipe entrou em campo com grande preocupação de evitar as investidas do adversário, mas negou que não tenha se preparado também para o ataque - embora não houvesse atacantes de ofício na escalação. "O objetivo era neutralizar, principalmente, as penetrações, as chegadas dos volantes, do Vinícius, os lados, e a bola aérea, que a gente sabia que tinha essa penetração e acabamos sofrendo o gol. No processo de construção, a gente teve um pouco de dificuldade em caprichar na saída, a inversão foi boa, mas não aproveitamos. Tenho que enaltercer a dedicação, o empenho, a luta, a entrega, a gente arriscou um pouco no segundo tempo, mas pecamos um pouquinho", afirmou.

Depois de voltar de Salvador, os jogadores ganharam folga e voltam aos trabalhos na terça-feira, iniciando os preparativcos para enfrentar o Fluminense, domingo, no Independência. Na ponta do lápis, apesar de estar em posição intermediária na tabela, o América até que tem boa performance no Brasileirão, sobretudo em comparação a 2016, última vez em que disputou a Série A. Até agora, o time somou 21 pontos, ante 13 em todo o primeiro turno e 23 nas duas etapas da edição anterior.