O velório de Bebeto de Freitas, ex-dirigente do Atlético que faleceu na tarde da última terça-feira (13), recebeu personalidades do esporte e da política e, dentre elas, o técnico do Figueirense, adversário do alvinegro nesta quarta (14) pela Copa do Brasil.

Milton Cruz, que era amigo de Freitas, conversou com a imprensa e afirmou que o clube catarinense não criaria barreiras caso a diretoria do clube mineiro pedisse o adiamento do duelo, válido pela terceira fase da competição nacional.

"A gente fica triste. Quando veio a notícia de que poderia ter a notícia do jogo para outra data, o presidente conversou comigo e eu falei para que ficasse tranquilo e que a gente cumpriria o que fosse melhor para que seja um jogo bom, sem um clima triste", disse Cruz.

"Sabemos que dentro de campo o clima é totalmente diferente. Os jogadores querem vencer, a torcida também não tem partido, é neutra. Pra mim, porém, é um momento de tristeza", acrescentou.

Sobre a relação com Bebeto, o treinador do Figueira destacou a importância de Bebeto para o esporte brasileiro.

"A gente tinha momentos de descontração quando jogava vôlei. Tivemos momentos legais juntos. Ele tinha uma liderança positiva. O esporte perde um grande líder, grande comandante, pessoa de categoria, a gente fica muito triste", finalizou.

Atlético e Figueirense se enfrentam às 21h45 no Independência. Na primeira partida, em Florianópolis, o time mineiro levou a melhor e venceu o rival por 1 a 0.