No último sábado, o América conquistou o bicampeonato da Série B - talvez o título mais importante da história do clube - diante de um Estádio Independência com ótimo público. O caneco foi erguido diante de um recorde de pessoas presentes (22.481), conforme registrado no Borderô da partida. Entretanto, quando se considera "público pagante", a vitória diante do CRB cai na tabela.

O triunfo da glória americana teve 7.336 torcedores entrando no Raimundo Sampaio de forma gratuita. 5.084 torcedores compareceram através da Lei Municipal 10942 - "Fica assegurado o acesso gratuito para menor de 12 (doze) anos, acompanhado do pai ou responsável legal, em eventos esportivos em estádios e ginásios no Município". 

Outros 2.282 estiveram no jogo e são identificados no Boletim Financeiro como "Artigo 82 RGC - Regulamento Geral das Competições - (Convênios, Serviços e Autoridades). Portanto, dos 22.481 presentes em América 1x0 CRB, "apenas" 15.115 pagaram ingresso e poderão ser computados no público "pagante".

Leia mais: Recorde de presentes no Independência teve 618 pagantes a menos que a marca de 2014

Tal conta faz o jogo despencar na lista dos maiores públicos pagantes do Novo Independência. A liderança segue com a final do Campeonato Mineiro 2014 entre Atlético e Cruzeiro. Naquele 0 a 0 que pavimentaria o título celeste, 22.342 torcedores foram ao Horto no primeiro jogo da decisão. Todos pagantes.

O que o América despencou foi o recorde de presentes, que antes pertencia ao próprio Atlético, que levou 22.411 torcedores na final do Campeonato Mineiro deste ano, quando venceu o Cruzeiro por 3 a 1 e foi campeão. Porém, naquele triunfo de maio de 2017, eram 21.724 o número de "torcedores pagantes".

Borderô publicado pela CBF nesta quarta-feira detalhando o público de América x CRB

Borderô publicado pela CBF nesta quarta-feira detalhando o público de América x CRB