Lugar de carro de corrida é na pista, certo? Pois enquanto as disputas do Campeonato Mineiro de Automobilismo não começam, o Circuito dos Cristais, em Curvelo, será palco de um aquecimento geral para pilotos e máquinas.

Uma chance de matar a saudade do asfalto, testar o equipamento e se preparar para a competição, que esse ano ganha corpo, com três modalidades distintas: Marcas e Pilotos, Clássicos (os dois já vinham sendo disputados) e a novidade da Fórmula Open Minas. Que surgiu por iniciativa de um grupo de pilotos e tenta ocupar uma lacuna num país que tinha, nos campeonatos de monopostos, a grande escola para quem mais tarde brilharia no exterior.

O Marcas será o primeiro a acelerar para valer, dia 10, integrando a programação da quarta etapa da Copa Truck (veja a nota ao lado sobre os ingressos para o evento).

E com a decisão do atual bicampeão Gustavo Mascarenhas de se concentrar no Turismo Nacional e se juntar à organização, não faltam candidatos ao título. No domingo, a expectativa é pela presença de 15 a 20 carros em ação, o que sugere uma temporada bastante animada e competitiva, reunindo nomes experientes como Flávio Costa, Thiago Tambasco e Eduardo Campos, ao lado de novatos que lutam por seu espaço.
Clássicos (fabricados até 1996) e fórmulas se juntam à festa a partir de 22 de julho, com etapas também em 26 de agosto, 23 de setembro e 2 de dezembro.

Parceria
No caso dos fórmulas, a atividade ajudará inclusive na definição do regulamento – aspectos como a autonomia dos carros serão analisados para indicar a duração ideal das corridas e eventuais ajustes para manter o equilíbrio entre máquinas tão distintas quanto os F-Ford, Renault, F-3 e Vee esperados para o campeonato.

E se no automobilismo vale a máxima de que a colaboração prevalece até a hora de abaixar a viseira, entre os primeiros pilotos confirmados na categoria o que se vê é um clima de total ajuda e troca de informações.

É nesse espírito que os carros estão sendo preparados – o grupo que reúne a turma no Whatsapp tem funcionado de forma frenética nos últimos dias para que, somando forças, tudo funcione a contento.

A movimentação começa a chamar a atenção em outros estados e a expectativa é de que até julho o grid ganhe reforço considerável, especialmente considerando a quantidade de carros disponíveis parados em equipes e oficinas e a falta de campeonatos do tipo.

Se o próprio nome da competição (Open) mostra a preocupação em acolher todo o tipo de máquina e pilotos com os mais variados níveis de experiência, uma prioridade é mantê-la acessível: é bem verdade que o combustível financeiro pesa, mas a ideia é proporcionar diversão acessível a alta velocidade.

 

RÁPIDAS

INGRESSOS À VENDA PARA ACOMPANHAR
OS PESADOS DA COPA TRUCK EM CURVELO

Já estão à venda, no endereço eletrônico http://copatruck.com.br/ingressos-curvelo as entradas para a quarta etapa da Copa Truck, na primeira visita dos caminhões de corrida ao Circuito dos Cristais, em Curvelo, nos dias 9 e 10 de junho. Os preços partem dos R$ 40 (arquibancada Nação Truck, com direito a um boné) – há ainda uma opção solidária com um par de ingressos a R$ 64 e parte do valor repassado ao Lar dos Idosos da cidade mineira; a credencial com direito a visitação aos boxes nos dois dias do evento e o camarote com alimentação e bebidas incluídos, a R$ 220. Além dos pesados, o público poderá acompanhar o Mercedes-Benz Challenge e o Mineiro de Marcas.

FELIPE RABELLO FAZ BONITO NA ITÁLIA
E VENCE MAIS UMA NA EURO NASCAR

Depois de vencer as duas corridas da etapa disputada no oval holandês de Venray no passado, o mineiro Felipe Rabello voltou ao alto do pódio na Euro Nascar, campeonato de stock cars que conta com a chancela da tradicional série norte-americana. No circuito misto de Franciacorta, próximo a Brescia (Itália), ele largou da pole com o Chevrolet da equipe PK Carsport e resistiu à pressão do companheiro de time Guillaume Dumarey para dominar a categoria Elite 2. Na prova que encerrou a rodada dupla da segunda etapa do ano, as posições se inverteram. Graças aos dois pódios, Rabello ocupa a quinta posição no campeonato, empatado com o também mineiro Marconi Abreu. Os dois estão a apenas 17 pontos do líder, o francês Wilfried Boucenna.

MENOS DE TRÊS SEGUNDOS DEFINEM
VENCEDOR NA SEGUNDA ETAPA DO RALLY

Emoção até os últimos metros em meio à poeira. Assim foi a segunda etapa do Mineiro de Rally de Velocidade, disputada em Inhaúma. A briga na classificação geral e entre os UTVs foi definida por 2s8: diferença que separou o vencedor Bruno Correia de Oliveira do segundo colocado, Guilherme Cysne. Os atuais campeões Lucas Teixeira e Marco Antônio Pereira foram os mais rápidos, respectivamente, entre os veículos da Cross-Country e as motos. Destaque também para a disputa nas categorias Over 45: Dalger Batista Junqueira Jr levou a melhor nos UTVs, enquanto Agnaldo Guimarães foi o melhor sobre duas rodas.