Após faturar a sétima vitória consecutiva na Liga das Nações, a seleção brasileira masculina de vôlei já pode começar a pensar na fase final da competição, prega o oposto Wallace. O jogador se diz confiante na classificação da equipe para a última fase, mesmo faltando ainda duas semanas para de torneio na disputa classificatória.

"O time fez bem o seu papel na Rússia e já temos que pensar na próxima fase", disse Wallace, após a vitória sobre a China por 3 sets a 0. O duelo encerrou a participação brasileira na terceira semana da competição que substituiu a Liga Mundial.

O triunfo deste domingo foi o sétimo seguido, depois atuações irregulares nos últimos dois jogos. "Conseguimos impor um ritmo muito bom, principalmente no primeiro e no segundo sets. O nosso saque funcionou bem e conseguimos quebrar bastante o passe deles", comentou o oposto, maior pontuador da partida, com 21 acertos.

Wallace, contudo, admitiu as oscilações da equipe brasileira no terceiro set, quando o Brasil precisou buscar a virada no marcador para fechar a parcial e o jogo. "No terceiro, a China sacou um pouco melhor e tivemos dificuldades, mas o time conseguir reverter essa situação e saímos com a vitória por 3 sets a 0", declarou.

Com o resultado, o Brasil segue na segunda colocação da tabela, com os mesmos 23 pontos da líder Polônia, que leva vantagem nos critérios de desempate - média de sets.

A seleção masculina voltará à quadra na próxima semana, no dia 15, para enfrentar o Canadá, pela quarta semana da competição, em Varna, na Bulgária. Depois os adversários será França e a anfitriã Bulgária.

Leia mais:

Seleção masculina bate China e fatura a 7ª vitória seguida na Liga das Nações