A Williams já conta com o canadense Lance Stroll e o russo Sergey Sirotkin como seus dois pilotos titulares, assim como resgatou o veterano polonês Robert Kubica para ser reserva. Nesta sexta-feira, porém, confirmou a contratação de um quarto integrante para ocupar de alguma forma o cockpit de seus carros. Trata-se do britânico Oliver Rowland, anunciado como novo "jovem piloto oficial" da escuderia para a temporada de 2018 da Fórmula 1.

Com 25 anos de idade, ele se juntará ao time de Grove para trabalhar no desenvolvimento do monoposto da equipe por meio das experiências realizadas no simulador da fábrica da equipe e ainda teve presença garantida guiando no teste dos novatos que a F-1 promoverá na temporada guiando o novo modelo FW41.

Terceiro colocado do campeonato da Fórmula 2 do ano passado, quando venceu provas em Mônaco e na Hungria, Rowland comemorou a chance que terá de mostrar o seu valor na tradicional equipe inglesa. "Estou imensamente orgulhoso por me juntar à Williams com seu jovem piloto oficial. Esta é uma fantástica oportunidade para mim e estarei trabalhando o mais duro que for possível para poder ajudar a desenvolver o carro desta temporada", afirmou o britânico, por meio da nota oficial de sua nova equipe.

Antes de ser contratado para este importante desafio de sua carreira, Rowland já testou para McLaren e Red Bull, assim como trabalhou para a Renault como piloto de desenvolvimento. E a sua contratação foi comemorada por Claire Williams, vice-diretora da equipe inglesa. "Estou satisfeita por nós termos garantido os serviços de Oliver, que é um talentoso e altamente respeitado jovem piloto", disse.

"Ele correu em muitos circuitos da Fórmula 1, e sua experiência e conhecimento vão complementar o trabalho de engenharia da equipe. Sua adição à Williams vai fortalecer ainda mais a equipe", completou a dirigente.