Dando início a uma fase de renovação que coincide com o novo ciclo olímpico, depois da participação sem medalha nos Jogos Olímpicos do Rio, o técnico da Seleção Brasileira Feminina de vôlei, Zé Roberto Guimarães, divulgou ontem duas listas de jogadoras para os primeiros desafios da temporada.

Para o tradicional torneio amistoso de Montreux, na Suíça, ele optou por um grupo enxuto. Nele, destaque para as várias jogadoras das equipes mineiras. Foram chamadas a central Mara, a ponteira Rosamaria e a líbero Leia, do Camponesa/Minas, além de duas jogadoras recentemente contratadas pelo Dentil/Praia Clube de Uberlândia, a líbero Suelen e a ponteira Amanda.

Levantadoras: Naiane, Roberta

Opostos: Tandara, Fernanda Tomé e Edinara

Pontas: Rosamaria, Natalia, Drussyla e Amanda

Centrais: Mara, Bia, Adenizia e Carol

Líberos: Leia e Suelen

Já para o Grand Prix, no qual o Brasil buscará o 12º título, a partir de 7 de julho, o treinador incluiu a levantadora Macris, recém-contratada pelo Minas, além de algumas atletas de Rexona/Rio de Janeiro e Nestlé/Osasco, que participaram da disputa do Mundial Interclubes no Japão.

A ponteira mineira Gabi, da equipe carioca, ganhou mais tempo para se recuperar de uma lesão no pé, e sua xará do Osasco será testada como líbero.

Zé Roberto justificou algumas ausências de atletas que ainda não encerraram seu ciclo com a camisa verde e amarela. Além de Thaisa, que se recupera de cirurgia e está em fase avançada de recuperação, a levantadora Dani Lins pretende engravidar em 2017, e a ponteira Fernanda Garay, mais um reforço do Praia Clube, prefere ficar fora dos planos para se casar neste ano.

Levantadoras: Naiane, Macris, Roberta e Juma

Opostos: Tandara, Fernanda Tomé, Edinara, Monique, Ana Paula Borgo

Pontas: Rosamaria, Natalia, Drussyla, Amanda e Gabi

Centrais: Mara, Bia, Adenizia, Carol, Juciely, Valquiria e Saraelen

Líberos: Léia, Suelen e Gabi (Osasco)

Leia mais:
CBV divulga seleção da Superliga Feminina com quatro 'mineiras' e nenhuma campeã
Minas contrata melhor levantadora das últimas Superligas para ocupar vaga de Naiane
Jovens destaques do Minas garantem chance em início de ciclo olímpico do vôlei feminino