Uma viagem ao tempo em que pierrots, arlequins e colombinas lotavam os bailes de Carnaval ao som das marchinhas de consagrados autores, como Chiquinha Gonzaga, Lamartine Babo e Zé Keti, e cobertos de confetes e serpentinas. Assim se desenha a folia que tomará conta do Grande Hotel Ronaldo Fraga neste sábado.

Se no ano passado o estilista recebeu cerca de cinco mil pessoas na rua Ceará, no bairro Funcionários, em frente ao casarão que abriga o empreendimento, desta vez, o mineiro optou pela realização de um pré-carnaval retrô “em casa”.

“A ideia é fazer algo com a cara da época do casarão, erguido em 1920, e que é tombado pelo Patrimônio Histórico. A loja será toda desmontada para se transformar em um salão de Carnaval. Vamos ter três bandas tocando, todas elas de metais, e, no segundo andar, serão montados os bares”, descreve Fraga.

Além de bandas como a “Já te digo”, que tocará Pixinguinha em ritmo de Carnaval, o próprio estilista fará as vezes de DJ. “As músicas serão dos carnavais de 1920 até o início de 1980”, revela Ronaldo.

Concorrido

Os dois primeiros lotes já estão esgotados e o terceiro e último está à venda a R$ 100 no sympla.com.br. Conforme o estilista, na plataforma de vendas on-line foram disponibilizados, no total, 300 convites. “Temos uma lotação máxima, em função do próprio prédio, que é tombado”, diz Ronaldo Fraga.

As orquestras “Mineira de Brega” e “Já te digo”, a Bandinha do Marcão, além de DJ e do próprio Ronaldo Fraga irão animar o Fabuloso Carnaval do Grande Hotel 

No dia da segunda edição do “Fabuloso Carnaval do Grande Hotel Ronaldo Fraga”, os ingressos serão vendidos a R$ 120, mas não é garantida a entrada, já que o evento está sujeito à lotação.

“Como o período da festa é longo, de 12h às 21h, e com isso haverá rotatividade de pessoas, o controle de acesso será feito pela equipe de segurança”, coloca.

De acordo com o estilista, muitas pessoas deixaram para conhecer o empreendimento, inaugurado em dezembro de 2016, em um momento de festa, por isso, durante o pré-Carnaval, haverá convidados de fora de Minas Gerais.

“Só entra quem estiver realmente fantasiado. Não necessariamente com fantasia da época. Vai da inspiração de cada um. Teremos concurso de fantasias como no ano passado e, quem ganhar, leva vale-compras no Grande Hotel”
Ronaldo Fraga
Estilista

“Gente do Rio Grande do Norte, de São Paulo, do Paraná, do Rio Grande do Sul, coisa que eu nem imaginava. Grande parte das pessoas são ligadas ao design, à publicidade, arquitetura, e de todas as idades. Quem vem não perde a programação da folia na própria cidade e, ao mesmo tempo, consegue vir para um Carnaval mais afetuoso, mais terno”, finaliza Fraga.