No inverno, a pele merece uma atenção ainda mais especial. Se não cuidar, terá de lidar com ressecamentos e feridas, provocados especialmente pela baixa umidade e pelos banhos excessivamente quentes. Confira uma lista de mitos e verdades sobre o assunto e esteja alerta sobre a preservação da saúde da pele:

 

No inverno é dispensável o uso do filtro solar

MITO: O dia pode até estar nublado, mas isso não pode servir de desculpa para abrir mão dos cuidados com a pele. Usar protetor solar diariamente, mesmo em dias nublados, continua sendo a principal recomendação. No inverno, apesar de o sol não deixar a cútis queimada, a incidência de raios solares continua forte, atravessando as nuvens e atingindo a pele. O fator de proteção pode variar desde fator 15 até 30 ou 60, de acordo com o tipo de pele. Vale lembrar que há outros agentes que emitem radiações UVA e UVB, além da luz do sol, como lâmpadas fluorescentes, celulares e computadores. A intensidade desses raios é menor comparada à exposição com luz natural, mas também causa danos à pele.

 

Os lábios são os mais atingidos com o frio e precisam de hidratação

VERDADE: A região fica mais sensível no frio e, se desprotegida, pode acumular rachaduras. Por isso é indicado o uso de hidratantes labiais.

 

No inverno o apetite por alimentos mais gordurosos aumenta, o que pode prejudicar a pele

VERDADE: Durante os dias mais frios o corpo precisa se manter aquecido para garantir que o organismo desempenhe suas funções básicas. Para manter a temperatura alta, ele gasta mais energia. Dessa forma, as necessidades energéticas aumentam, acarretando no maior apetite. A escolha de determinados alimentos, como doces, carboidratos em excesso e alimentos oleosos, também pode prejudicar a pele. O ideal é fazer substituições inteligentes e benéficas para a saúde, como pães integrais, frutas, legumes e vegetais.

 

Banhos muito quentes fazem bem à pele

MITO: É importante evitar banhos muito quentes mesmo diante do clima frio, porque a água em altas temperaturas retira o manto lipídico que protege a pele e pode causar ressecamento, coceira, descamação e piora da textura da pele, tanto facial quanto corporal. Deixar de lado os tratamentos por causa do frio e lavar menos a cabeça pode acumular muita gordura e oleosidade, o que deixa os fios mais ressecados.

 

A pele fica mais ressecada no clima frio

VERDADE: Durante o inverno, há uma junção entre a queda na umidade relativa do ar e às alterações na temperatura, que comprometem a hidratação da pele. O cuidado, então, precisa ser redobrado. O ideal é utilizar um sabonete que já tenha hidratante na composição e aproveitar a saída do banho para passar um bom hidratante, pois a pele ainda está úmida e vai absorver um pouco mais dos produtos tópicos.

Fonte: Dermatologista Ana Regina Franchi Trávolo e a nutricionista Fernanda Padovani, parceiras da empresa de cosméticos Kosmein,