Ainda dá tempo de encontrar boas escolas para o seu filho, levando em conta os desejos e as necessidades de cada um. Para Cláudio Falcão, diretor do Sistema de Ensino pH, embora o tempo seja curto, ainda é possível avaliar alguns quesitos antes de decidir. Confira: 

01. Visite os espaços da escola presencialmente
Um bom espaço físico não garante uma boa educação. Mas para que as aulas e a ambientação do estudante se deem de maneira efetiva, é necessário ter instalações minimamente adequadas. Embora não seja o único fator importante, visitar a escola e ter essa constatação é um passo importante para avaliá-la.

02. Confira o material didático
Uma escola deve possuir um material didático estruturado com conteúdo aprofundado e contextualizado, elaborado por educadores de excelência.

03. Analise os resultados
Pensar em uma escola é pensar também no futuro profissional do seu filho. Por isso é importante analisar o resultado dos alunos de determinada escola nos principais vestibulares e no Enem, comparando com os resultados de outras instituições. Outros avaliadores externos, como desempenho em olimpíadas, também são válidos.

04. Avalie o corpo docente
Boas escolas são feitas, obrigatoriamente, de bons professores. Veja quem são e quais suas titulações, se permanecem um bom tempo na casa, se participam de Congressos para atualização.

05. Converse com outros pais
Procure conhecer pais de alunos da instituição interessada. Questione sobre questões básicas como alimentação, rotina, modelo de ensino. Conversando com pessoas que já passaram pela mesma situação que a sua lhe dará mais segurança na hora de matricular seu filho.

06. Leve em consideração a opinião do aluno
Em todas as fases do processo, procure identificar a opinião de quem de fato irá estudar, o seu filho. Da mesma maneira que ele não pode decidir sozinho, os pais também não devem decidir apenas com a sua percepção. Estar feliz é o primeiro passo para o aluno começar bem.

Fonte: Claudio Falcão, diretor do Sistema de Ensino pH