Sabe aquele ditado popular: "você é o que você come"? Ele tem total fundamento, já que uma má alimentação traz malefícios para a saúde. Veja abaixo as doenças que uma dieta desregrada pode provocar.

- Obesidade
Doença que surge derivado a uma alimentação rica em matéria gorda, açucarada e excesso de proteínas;

- Gastrite
É a inflamação aguda ou crônica da mucosa que reveste as paredes internas do estômago. Pode ocorrer devido a realização de poucas refeições ao dia com grande volume de alimentos e com grandes intervalos entre cada refeição;

- Colesterol elevado
O aumento de colesterol na corrente sanguínea pode ocasionar entupimento de veias e artérias causando o infarto e derrame. O colesterol vem de duas fontes: do organismo e dos alimentos que você ingere;

- Hipertensão arterial
Doença que surge derivado ao excesso de sal na alimentação;

- Desnutrição
Doença que surge devido a uma alimentação baixa em calorias e nutrientes; 

- Doenças generativas
Surgem devido à prática de uma alimentação com alto teor de gorduras saturadas, colesterol e ao elevado consumo de calorias; 

- Prisão de ventre
Problema de saúde derivado do consumo excessivo de alimentos refinados, como a farinha, o açúcar, a carne, as gorduras. E também devido ao consumo insuficiente de fibras de vegetais e frutas;

- Anemia nutricional
Doença resultante da insuficiência do consumo de ferro e ácido fólico devido ao consumo excessivo de açúcares, gorduras e alimentos refinados. 

Saúde

Segundo o nutrólogo Máximo Asinelli, da Clínica Asinelli, "pular refeições, comer alimentos ricos em gorduras, consumir alimentos industrializados em excesso e outras atitudes deste tipo diminuem a disponibilidade de nutrientes - que são necessários ao bom funcionamento do organismo -, o que resulta no processo de doença", explica. 

Gorduras saturadas, frituras e carne vermelha gorda são os alimentos que mais levam tempo para serem digeridos. “Os alimentos que são de difícil digestão exigem muito mais do organismo, justamente porque requer um gasto energético muito maior para a sua metabolização. Portanto, se você quer evitar a indisposição, procure consumir alimentos mais leves”, orienta.

Além disso, verduras com a tonalidade verde-escuro como, couve, brócolis, escarola e espinafre, não podem faltar, pois são ricas em vitamina A, E , D e Ácido fólico. "Ainda que pareça mentira, a maior parte destas doenças pode ser prevenida no âmbito da própria casa, aplicando-se regras simples: a força de vontade", finaliza o nutrólogo.