Equilíbrio é a palavra da vez no América. Depois de um início instável na Série B do Campeonato Brasileiro, o time alviverde vem, aos poucos, alcançando a estabilidade entre os setores que o técnico Givanildo Oliveira tanto pedia.

É este mesmo entrosamento que o treinador espera que seus comandados voltem a colocar em prática nesta terça-feira (28) diante do Paysandu, às 19h30, no Mangueirão. Caso vença os paraenses e o Botafogo tropece diante do Criciúma, os mineiros assumem a ponta da tabela.

Na última sexta, o Coelho deixou o Horto com a vice-liderança após dominar e vencer o Boa Esporte, por 2 a 0. Segundo o comandante americano, foi a melhor atuação coletiva da equipe na competição.

O zagueiro Wesley Mattos também vê o time crescendo a cada rodada. Segundo o defensor, o América vem evoluindo nos últimos jogos e conseguindo o equilíbrio desejado. E esse fator poderá ser o diferencial para o Coelho alcançar um bom resultado em Belém e, quem sabe, chegar à ponta tabela da Série B. “Nós estamos encontrando o melhor desempenho da equipe no decorrer das partidas. Acho que a gente tem muito a crescer e evoluir ainda”, afirmou o defensor.

Zagueiro que mais rebateu bolas nesta Série B, Wesley aposta na estabilidade defensiva e na intensidade do conjunto para o Coelho se manter no G-4 do torneio em busca do acesso à elite do futebol nacional no ano que vem.

“O campeonato é muito competitivo. Jogamos com o Oeste e perdemos. Depois, pegamos o Boa, um adversário difícil e chato, que sempre complica, e fizemos o jogo ficar tranquilo pela intensidade que jogamos. Temos que manter isso. Na Série B, o time que erra menos tem mais chance de ganhar”, diz.

Para o zagueiro, ainda falta encontrar o equilíbrio dentro e fora de casa. O Coelho tem uma campanha impecável no Independência (sete vitórias e um empate), mas peca longe do Horto. Uma vitória nesta terça-feira (28) será fundamental para reverter esse quadro e somar pontos importantes.

“A vitória será muito bem vinda, ainda mais em um confronto direto. Não tem jogo fácil, mas o grupo está bastante focado e fechado para conseguir essa vitória. A nossa meta é vencer em casa e buscar pontos fora. Então, quando a ganhamos em casa e fora é um passo a mais que damos na tabela”, completou.

Reforço em Belém

Apresentado desse domingo (26), o volante Rodrigo Souza, de 27 anos, teve sua situação regularizada junto à CBF e estará no banco de reservas.