A Prefeitura de Uberaba, no Triângulo Mineiro, decretou Situação de Alerta e Normalidade por causa da série de atos de vandalismo que estão sendo praticados na cidade desde domingo (3). De acordo com a assessoria da Polícia Militar no município, foram registrados 22 atentados até o momento e 33 pessoas foram presas.

Somente no domingo, foram registrados em Uberaba incêndios em três ônibus, além de atentados a dois bancos e duas lotéricas. Na segunda (4), foram queimados outros três ônibus e houve ainda tentativas de ataque à sede do Ministério Público e a um supermercado. Já na terça (5), os alvos foram um ônibus, um caminhão de lixo, dois veículos da empresa Codau, responsável pelo abastecimento de água no município, além da empresa Copervalem, uma antiga cooperativa de leite desativada na cidade.

A partir do decreto, ações emergenciais que necessitem de recursos públicos podem ser tomadas com redução de burocracia. Assim, fica mais fácil para a administração pública contratar serviços de segurança para a proteção de patrimônio público. Uma das primeiras medidas de segurança tomadas foi a realização de escoltas e policiamento para coletivos. 

“Reforçamos que todos os serviços públicos continuam dentro da normalidade. Nesse momento novas estratégias e novas rotas para os ônibus estão sendo traçadas por estratégia, exatamente visando à segurança de todos. A coleta de lixo também teve um caminhão danificado. Mas nós não admitimos que serviços essenciais sejam paralisados”, afirmou o prefeito Paulo Piau, em coletiva concedida na cidade na terça (5).

O prefeito adiantou também que uma reunião com Polícia Militar, Civil, Federal, Rodoviária Federal e Judiciário foi realizada na última segunda-feira para que as ações sejam feitas de forma coordenada.

Reforço de Uberlândia

O policiamento em Uberaba foi reforçado com policiais de Uberlândia, cidade onde também foram registrados atentados, mas em um volume menor. Na manhã desta quarta-feira, chegaram à cidade um helicóptero e viaturas tático-móveis da 9ª RPM.

Abordagens, cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão e execução de operações contra o tráfico de drogas são os serviços que as equipes de Uberlândia estão executando em Uberaba. Elas também poderão dar apoio em ocorrências de maior complexidade, segundo a assessoria de imprensa da PM.

Leia mais:
Em quarto dia de ataques, mais ônibus são queimados no interior de Minas
Minas busca parcerias com as polícias Civil e Militar de SP para caçada à facções
Governo de Minas confirma que ataques a ônibus foram ordenados por facção criminosa