Após solicitação da presidência da Câmara Municipal e com suporte das equipes de resgate, técnicos do grupo América Móvil Brasil, que opera por meio das marcas Claro, Embratel e NET, adotou um plano emergencial e voluntário para fortalecer toda a infraestrutura de Telecomunicações na região do distrito de Bento Rodrigues, entre as cidades de Mariana e Ouro Preto, na região central de Minas Gerais.

“Assim que tivemos conhecimento do rompimento e da devastação da região, mobilizamos nossas equipes técnicas e passamos a reforçar toda a infraestrutura que atende a região, garantindo mais capacidade e plena disponibilidade no sistema de telecomunicações local”, diz Gustavo Silbert, Diretor Executivo da Embratel.

Atualmente, o grupo é o único com sinal em funcionamento na região, dando suporte às equipes que trabalham no local. Por ser a única rede móvel em operação, a Claro liberou chips para telefones celulares para uso das equipes de resgate e monitoramento, inclusive para os sistema de alarme via SMS.

“Estamos trabalhando para que a rede de telecomunicações da localidade continue funcionando de forma autônoma, oferecendo serviços fundamentais para ajudar a comunidade local, as empresas da região, as autoridades e órgãos que trabalham nas atividades de socorro, resgate e recuperação da área”, destacou.

A Embratel, a Claro e a NET também estão apoiando o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), órgão ligado ao Governo do Estado de Minas Gerais, disponibilizando chips para aparelhos celulares e promovendo ações internas de arrecadação de mantimentos ou doações.

Por ser a única rede móvel em operação, a Claro liberou chips para telefones celulares para uso das equipes de resgate e monitoramento, inclusive para os sistema de alarme via SMS. Foi criada uma interface direta para resposta imediata aos pedidos técnicos das equipes que trabalham no local e precisam estar em permanente contato.

A Embratel, a Claro e a NET também estão apoiando o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), órgão ligado ao Governo do Estado de Minas Gerais, disponibilizando chips para aparelhos celulares e promovendo ações internas de arrecadação de mantimentos ou doações.