O incêndio de grandes proporções que destruiu a vegetação do Parque Estadual da Serra do Rola-Moça foi controlado nesta terça-feira (5) conforme informações do Corpo de Bombeiros. 

Segundo a corporação, por precaução, a equipe continua no local. Durante a tarde, novos focos isolados precisaram ser combatidos.

Pela manhã, o fogo atingiu o manancial Catarina, onde há captação de água para abastecimento de Belo Horizonte. "Os impactos foram aqueles que acontecem em todo incêndio de grandes proporções, mas o agravante foi a chegada do fogo na área do manancial e captação de água no município de Nova Lima. Agora, temos de esperar a recuperação da vegetação dessa região do entorno do manancial. Se não acontecer, poderemos plantar árvores que possam fazer sombreamento na área, facilitando o crescimento da vegetação”, explicou Marcus Vinícius de Freitas, biólogo e gerente do Parque Estadual Serra do Rola-Moça.

A área atingida pelo incêndio que tomou conta do parque ainda não foi medida pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), mas o impacto, inclusive econômico, é grande. “Somente para usar aeronaves no combate, foram gastos R$ 1 milhão. Só ontem, gastamos R$ 1.900 em alimentação para pessoas que estão trabalhando no combate ao incêndio”, conta Marcus.

* Com Cinthya Oliveira

Leia mais:
Incêndio no Parque da Serra do Rola-Moça atinge manancial
Mais de 70 bombeiros ainda trabalham para apagar o incêndio na Serra do Rola-Moça
Em chamas, Parque do Rola-Moça tem trânsito interditado por causa do risco de acidentes