Depois da repercussão do sinistro  Baleia Azul, os 'criativos da internet' já começaram a dar novas cores, objetivos e sentidos ao jogo criado na Rússia, que tem 50 desafios macabros, sendo o último deles o suicídio. Até mesmo o animal foi substituído no adolescente “Preguiça Azul”, que pede aos adeptos ações simples como arrumar a cama, chegar no horário marcado ou mesmo não jogar lixo na rua. Mais parece um roteiro escrito por uma mãe inspirada para incentivar o bom comportamento dos filhos pelo whatsapp.

Print jogos do bem

Uma dupla de publicitários paulistanos é responsável pelo Baleia Rosa, que já tem mais de 5 mil seguidores no Facebook. "Meu amigo começou a me contar o que era o jogo Baleia Azul. Vi uns vídeos de youtubers falando sobre o assunto e fui atrás da lista (de tarefas). Fiquei muito mal com o que eu li", conta uma das idealizadoras da página, de 30 anos, que prefere não ter o nome publicado.  Entre as propostas da "baleia do bem" estão tarefas como "Converse com alguém com quem você não fala há muito tempo" e "Grite na rua: eu me amo". "Fomos lendo a lista da Baleia Azul e tentamos fazer o extremo oposto", diz a publicitária. Na Baleia Rosa, a regra é ser feliz. 

baleia rosa

 

Já o Baleia Verde dá aos participantes 35 tarefas que estimulam a autoconfiança e autoestima dos jogadores. A página no Facebook leva uma mensagem de apoio àqueles já tiveram ou têm ideias suicidas e é um contraponto ao Baleia Azul.

print de jogos do bem

 

 

 

Leia mais:
Jogo mortal Baleia Azul ganha adaptação do 'bem' no Brasil; veja os novos desafios
Jogo mortal Baleia Azul vira 'zoeira' entre internautas brasileiros