BH tem 806 casos confirmados de dengue até o momento, em 2017. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde, que nesta quarta (11) divulgou um novo balanço da doença. 

Outros 672 casos notificados estão pendentes de resultados e 7.516 já foram investigados e descartados. 
 
Chikungunya    
                                                         
Para esta doença, os dados continuam os mesmos até o momento: foram confirmados 70 casos e, dentre eles, 38 foram contraídos fora de Belo Horizonte e 32 no município. Dez outros casos ainda estão em investigação.
 
Zika

Pouca coisa mudou no índices de Zika registrados na capital, desde o último balanço, divulgado em 6 de outubro. Já foram confirmados 17 casos e há 134 notificados para a doença. Destes, 98 são de residentes de Belo Horizonte e 36 de outros municípios. Dos casos de BH, 71 foram investigados e descartados e os outros 10 continuam em investigação.

Levantamento

Na próxima segunda (16), a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), vai iniciar o Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti – LIRAa. A pesquisa será realizada em cerca de 45 mil imóveis e tem como objetivo identificar as áreas da cidade com maior proporção/ocorrência de focos do mosquito e os criadouros predominantes.

De acordo com a padronização do Ministério da Saúde, o índice de infestação larvária recomendado para evitar epidemia é de até 1%. O LIRAa é realizado três vezes ano, em janeiro, março e outubro. Em 2017, o levantamento de janeiro foi 1,3% e de março foi de 1%.