Em um cenário de cidades engarrafadas, com trânsito caótico e opções de transporte ineficientes, a bicicleta vem como uma opção sustentável para a mobilidade. Trata-se de um meio eficiente de transporte, que ainda ajuda a melhorar a saúde de seus usuários. Além disso, não emite gases poluentes e ocupam menos espaço que um carro.
 
"Vários mitos sobre o uso da biicleta podem ser desconstruídos, como por exemplo o do relevo, já que a tecnologia das marchas permite que o deslocamento seja muito mais simples", disse Guilherme Tampieri, Associação dos Ciclistas de Belo Horizonte - BH em Ciclo durante sua apresentação no Seminário Meio Ambiente e Cidadania 2014 – Equações para o caos da mobilidade urbana.
 
 
Contudo, este meio de transporte precede de alguns cuidados, como a forma e o lugar onde são dispostas as ciclovias. Além disso, bicicletários e alternativas em transporte púbicos são feitas à revelia dos usuários da bicicleta na cidade, o que estaria dificultando o uso das estruturas que são propostas.
 
Uma das soluções que estão sendo implantadas é o aluguel de bicicletas compartilhadas, que começa em breve em BH.  Dessa forma, para Tampieri, a popularização da bicicleta passa por uma mudança de paradigma e de pensamento com relação a essa forma de transporte.
 
seminário