O ditado popular "É como andar de bicicleta, a gente nunca esquece" não pode ser levado ao pé da letra. Pelo menos essa foi a experiência da funcionária pública Raquel Álvares da Silva Campos que, após 40 anos sem pedalar, precisou de aprender novamente como se guia uma magrela.

A atividade só foi possível graças a uma iniciativa da Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte que, por meio de participantes voluntários do grupo Bike Anjo, ensina a qualquer pessoa a andar de bicicleta.

Neste domingo (8), a iniciativa foi realizada no Parque Ecológico da Pampulha. Raquel Campos, de 55 anos, estava entre as mais de dez pessoas que tiveram a chance de pedalar - sem a ajuda de rodinhas -, mas com o apoio de um ajudante.

"Eu tive uma bike, mas só a usei até os 15 anos. Depois de ficar tanto tempo sem praticar, perdi a coragem de montar em cima de uma novamente", afirmou a funcionária pública, que mora no bairro Santa Efigênia, região Leste de Belo Horizonte.

Mas o empurrão que precisava para reaprender a atividade partiu da filha Paula Campos, de 21 anos. "Eu viajei para a Europa com meus amigos e lá todo mundo anda de bicicleta. Eles também queriam passear pela cidade utilizando esse meio de transporte, mas tive que convencê-los do contrário porque eu nunca soube pedalar", contou a estudante.

Juntas, mãe e filha encararam, hoje, a terceira aula. E mesmo com um ou outro desequilíbrio, tomam gosto pela atividade. "Assim que estiver mais segura, quero andar de bike como esporte", planeja Paula.

Escola Bike Anjo

As aulas do Bike Anjo acontecem, desde fevereiro de 2012, no último domingo do mês. Ciclistas voluntários se encontram na praça ao lado do Colégio Arnaldo, na avenida Brasil, para ensinar a população como andar de bicicleta.

"A iniciativa no Parque Ecológico da Pampulha é uma atividade extra. Pedimos autorização da Prefeitura para fazer a ação aqui e, aos poucos, queremos convencer o poder público que não há problemas em autorizar o uso de bicicletas em parques, como ocorre hoje", afirma Carlos Edward Campos, dentista, ciclista e voluntário do grupo.