Um dos desfiles mais famosos do Carnaval de Belo Horizonte, o Bloco do Peixoto, movimenta as ruas do bairro Santa Efigênia, região Leste de Belo Horizonte, nesta terça-feira (13). Neste ano, a bateria que não tem carro de som, manteve o trajeto invertido, saindo da praça Floriano Peixoto, que normalmente era o ponto de dispersão da folia, seguindo para a Praça do Colégio Arnaldo. 

Tocando marchinhas já conhecidas pelo público, além de músicas autorais, o desfile do bloco é uma boa ideia para quem quer fugir de multidões nesta terça-feira de Carnaval. O "Peixoto" não carrega uma multidão e permite que, mesmo nas ruas estreitas, as pessoas curtam a música de forma tranquila. Assim como nos demais dias de folia, quem esteve presente no cortejo não deixou a animação cair de jeito nenhum. Muita purpurina e fantasias criativas.

O estudante Hugo Calazans, de 22 anos, escolheu o desfile para curtir acompanhado da família. Ele garante que mesmo depois de curtir 10 blocos nos últimos dias, ele só para no final de semana. "Esse bloco está muito bom! Menos cheio que os outros. Até meus pais e as crianças da família vieram curtir hoje", conta.

Para todos

Muitas crianças curtem o bloco do Peixoto neste último dia de Carnaval em BH. O estreante Antônio, de um ano, dormia no colo do pai, que afirmou que mais cedo a criança curtiu o desfile muito animado na companhia da irmã Joana, de 5 anos. "Sou morador da região, e sempre vim ao Peixoto, e gosto porque eles conseguem manter a essência do Carnaval de rua e de bairro", disse o músico Dudu Nicacio, criador do bloco infantil Fera Neném. 

Estrutura 

Algumas ruas tiveram o trânsito fechado durante a passagem do bloco, mas o trânsito na região ainda é bom. Por outro lado, assim como em vários outros desfiles, a quantidade de banheiros químicos era muito ruim.