O Carnaval de 2018 superou as expectativas de público em Belo Horizonte. A capital mineira reuniu 3,8 milhões de foliões durante a festa, 26% a mais do que em 2017. Inicialmente, a prefeitura havia previsto 3,6 milhões de pessoas nos blocos que desfilaram entre 27 de janeiro e 18 de fevereiro. Os dados foram divulgados pelo município nesta segunda-feira (19). 

Uma pesquisa realizada com 1.600 moradores e turistas ainda mostra que a folia belo-horizontina foi avaliada com as notas 8,3 por pessoas da cidade e 8,6 pelos visitantes. A escala varia de 0 a 10. O índice também foi maior do que o de 2017, que registrou 8,1 e 8,3 pontos, respectivamente. 

Um levantamento realizado pelo Google mostrou ainda que a folia da capital mineira foi considerada a segunda maior do país por usuários da plataforma, atrás apenas de Salvador, na Bahia. O prefeito Alexandre Kalil prometeu que o Carnaval de Belo Horizonte ganhará o primeiro lugar em 2019. 

Apesar de a quantidade de banheiros de rua ter sido ampliada de 10 mil para 14 mil, Kalil reconheceu que ainda faltaram estruturas para atender todo o público da cidade. “Se 14 mil banheiros foram pouco, 30 mil ainda não serão suficientes para o próximo Carnaval. Em 2019, nós passaremos a ser a maior festa de rua do Brasil”, afirmou. 

As ocorrências policiais e de segurança apresentaram queda com relação à última edição. A Polícia Militar registrou queda de 30% nos furtos e 31% nos crimes violentos, enquanto a Guarda Municipal teve redução de 15% em todas as situações atendidas. 

Os 800 garis que trabalharam durante o evento recolheram 1,5 tonelada de lixo somados todos os dias de festa. Cerca de 3,9 milhões de passageiros rodaram nos ônibus da capital entre a sexta-feira (9) e a Quarta-Feira de Cinzas (14), segundo a BHTrans. 

De acordo com o presidente da Belotur, Aluízer Malab, o órgão de trânsito ainda registrou 1.860 intervenções nas ruas. “É muito difícil que as pessoas se sintam tranquilas e não sejam impactadas com tamanha mudança na cidade”, disse.

Leia mais:
Ressurreição do corpo: para eliminar os excessos da folia, aposte no poder do detox!
Encontro de blocos na Praça Raul Soares fecha pós-Carnaval em BH
Muito axé e animação na despedida da folia na Pampulha