Cinco homens foram presos e cerca de 100 mil cigarros de palha falsificados foram apreendidos durante uma operação da 1ª Delegacia de Furtos e Roubos, nas cidades de Martinho Campos, na Região Centro-Oeste; Pompéu, na Região Central; e em BH. Os 14 mandados de busca e apreensão e dois de prisão foram cumpridos nesta quinta-feira (9).

Segundo o inspetor Rezende, que participou da ação, a investigação durou cerca de um mês e teve início após as marcas receberem diversas reclamações dos clientes sobre a qualidade dos produtos. "Os suspeitos terceirizavam a produção, que era distribuídas por vários locais diferentes. A produção também era fragmentada, com cada parte do processo sendo feita em um lugar", explicou o inspetor.

Além dos cigarros em maço, fumo e palha, avaliados em R$ 600 mil, os policiais apreenderam também uma caminhonete.

Dos cinco presos na operação, dois suspeitos tinham mandados em abertos e foram encaminhados ao Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp), no bairro Gameleira, região Oeste de Belo Horizonte. Os outros três foram ouvidos e liberados. Os suspeitos devem ser indiciados por falsificação e sonegação fiscal.

Assista ao vídeo: