Um trajeto de cinco quilômetros de caminhada até chegar à Serra da Piedade. Cerca de 2 mil pessoas participaram, na manhã desta sexta-feira (14), da cerimônia de encenação da paixão e morte de Cristo, que aconteceu no Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O ato é uma das celebrações da Semana Santa e homenageia a Sexta-Feira da Paixão.

Os fiéis que estiveram no local fizeram a caminhada que durou quatro horas, até chegarem ao santuário. Lá, puderam assistir à encenação da morte de Cristo pelo grupo de teatro Centro Cultural São João Batista (Cenarc). Ao longo do caminho, os presentes também meditaram enquanto passavam pelas estações da via-sacra, conduzida por dom João Justino. 

Bispo auxiliar da Arquidiocese de BH, o pároco foi recentemente nomeado pelo papa Francisco como arcebispo coadjutor de Montes Claros, onde tomará posse no mês que vem. Durante a cerimônia desta sexta, dom João lembrou o significado da morte e ressurreição de Cristo e falou sobre a importância da Páscoa. 

"Essa encenação é muito cara aos nosso povo. Hoje, revivemos através dela o que aconteceu com o Senhor. Para cada cristão, é a oportunidade de retomar o sentido da fé. Nossa vida é feita de páscoas cotidianas. A cada dia podemos experimentar mudanças: morrendo para algumas atitudes e nascendo para outras. Experimentanos isso concretamente com as dificuldades que vivemos e quando as superamos. Lembrando que neste caminho não estamos sozinhos, mas sempre com o Senhor", afirmou.

Cerimônia aos pés da Serra da Piedade reconta história da paixão e morte de Cristo

Fiéis presentes acompanharam estações da via-sacra