Uma típica receita francesa adaptada para o paladar mineiro com muita ousadia. E ainda, uma boa opção para o verão criada pelo chef Clóvis Viana, do Patuscada. “Para fazer pratos típicos em geral, acho que devemos respeitar certos ingredientes que compõem aquela receita, mas eu gosto também de acrescentar alguns componentes regionais”, destaca o profissional.
 
O Blinis com coquetel de cogumelos elaborado por Viana desliza na boca quando acompanhado pela combinação audaz das manteigas de garrafa e de trufa. “Foi um atrevimento da minha parte, mas que me deixou muito satisfeito”, comenta.
 
O chef preza os ingredientes produzidos no Brasil e conta que gosta de trabalhar com os cogumelos da região, principalmente porque tem um fornecedor que atende bem suas expectativas. A ideia de um prato cremoso, mas também com crocância, que implica na boca. Uma mistura agradável de texturas.
 
Receita exclusiva
 
Definido como um tipo de panqueca menor, de massa mais leve, esse Blinis é um prato que Clóvis costuma apresentar quando realiza algum evento. E, infelizmente, ainda não é encontrado no cardápio de nenhum de seus restaurantes.
 
A brincadeira entre a cremosidade contrastando com o sabor do alho leva a uma sensação divertida e alternada de frescor e limpeza. E apesar de conter vinho branco na receita, Clóvis acha que um bom vinho tinto daria uma harmonização interessante ao prato. O chef define sua criação com o Blinis como “bem provençal”.