Subiu para seis o número de mortes provocadas pela chuva em Minas. O corpo de uma menina de 13 anos, arrastada pela enxurrada que atingiu Urucânia, na Zona da Mata, na última segunda-feira, foi encontrado nessa terça-feira (5). Os outros óbitos ocorreram em Belo Horizonte, Perdizes (Triângulo Mineiro), Ribeirão das Neves (Grande BH) e Uberaba (dois). 

Quatro pessoas seguem desaparecidas. Em Urucânia, os bombeiros procuram por Vinícius Juventina Pires Rosemo, de 7 anos, Eva de Jesus Juventina, de 67, e por um homem que não teve o nome divulgado. Em Vespasiano, na região metropolitana, um homem, também não identificado, está sumido desde a noite do último domingo. Ele caiu em uma enxurrada próximo à Lagoa do Morro Alto.

Estragos

Cidades da Zona da Mata foram as mais atingidas pelos últimos temporais no Estado. Bombeiros e equipes da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) trabalham na região. Danos e prejuízos ainda estão sendo apurados pelas prefeituras. 

A previsão dos serviços de meteorologia é de mais temporais até a semana que vem. Sete municípios mineiros já decretaram situação de emergência devido às chuvas: Buritizeiro (Norte), Cristina (Sul), Tombos (Zona da Mata), Congonhas (região Central), Novo Cruzeiro (Jequitinhonha e Mucuri) e Jaboticatubas e Ribeirão das Neves (Grande BH).

Localizado

Em meio às tragédias, uma boa notícia. Um homem que estava desaparecido em Rio Casca, também na Zona da Mata, foi localizado. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima havia sumido na última segunda-feira, quando uma tromba d’água alagou o distrito de Vista Alegre. 

De acordo com testemunhas, ele ajudava no resgate de moradores quando teria sido arrastado pela correnteza. Contudo, após buscas na região, foi encontrado e passa bem.